25.5 C
Vitória
quarta-feira, 17 DE julho DE 2024

Majeski anuncia desistência da pré-candidatura em Vitória

Alegando ausência de garantias, ex-deputado Sergio Majeski é mais um a desistir da candidatura pelo Executivo da capital

Por Robson Maia

O ex-deputado estadual Sergio Majeski (PDT) é mais um a confirmar a desistência da pré-candidatura à Prefeitura de Vitória. Segundo o ex-parlamentar, a saída da disputa se deu após enfrentar barreiras internas no PDT, legenda da qual Majeski é recém-filiado e concorreria ao Executivo da capital capixaba.

- Continua após a publicidade -

As afirmações de Majeski conflitam com as entrevistas anteriores realizadas pelo ex-deputado. Em fala exclusiva à ES Brasil, o então pré-candidato afirmou que a escolha pelo PDT se deu após receber garantias da disputa pela Prefeitura de Vitória.

Ao anunciar a desistência, Majeski alegou que não recebeu “garantia, aliás, encontrei dificuldades até de conversar com quem poderia garantir isso”, em carta publicada aos eleitores do município.

“Mas não é possível sustentar uma pré-candidatura de uma cidade como Vitória, sem uma garantia de estrutura básica a ser disponibilizada (na pré-campanha e na campanha propriamente dita)”, diz um trecho da publicação.

“Afirmo que estou declinando de uma pré-candidatura a prefeito, mas não da política, e reafirmo que podem contar comigo sempre, e que juntos construiremos novos projetos para Vitória e o Espírito Santo”, completa o ex-deputado.

Majeski anunciou a ida para o PDT no início deste ano, com a filiação acontecendo em abril em evento na Câmara de Vitória. No local estiveram presentes o prefeito da Serra, Sérgio Vidigal (PDT) e o ex-presidente estadual da legenda e agora pré-candidato na Serra Weverson Meirelles. 

“No mundo dos políticos tradicionais, às vezes sou visto como um ser estranho em função da minha coerência e transparência, e pelo fato de acreditar que as negociações inerentes à política precisam, obrigatoriamente, ter como objetivo o que for melhor para a sociedade, e não o que atende aos interesses de algumas pessoas, grupos ou partidos, e, principalmente, que a política não pode ser reduzida a uma eterna luta pelo poder, afinal, a não é um jogo para alguém se dar bem, deve ser o mecanismo pelo qual tudo possa ficar bem para todos”, alega o ex-deputado.

Majeski anuncia desistência da pré-candidatura em Vitória
Ex-prefeito Luiz Paulo Vellozo Lucas contará com apoio de 6 partidos na tentativa de retornar ao Executivo da capital após 20 anos
– Foto por Assessoria

A saída de Majeski da disputa coincide com a decisão dos partidos de centro, o chamado G-6 (PSDB/Cidadania, PSD, PSB, União Brasil e MDB), de apoiar a pré-candidatura do ex-prefeito Luiz Paulo (PSDB). Nesta semana, o deputado estadual Fabrício Gandini (PSD) também anunciou a desistência da disputa.

“Em função do exposto até aqui, quando ingressei no PDT, depois de várias conversas, não foi para uma aventura amadora e tão pouco para “me colocar no jogo” (jargão comum no meio político). Acredito na política, no diálogo e em um projeto administrativo para a nossa querida capital, norteado pelos anseios de seus cidadãos”, completou Majeski.

 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 222

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA