25.5 C
Vitória
domingo, 5 dezembro, 2021

Mais um ídolo do Flamengo recebe homenagem em Vitória

Após o bate-papo realizado com o Mozer no último fim de semana, neste sábado (07), será a vez do ex-meia Adílio atender os flamenguistas e fãs de futebol.

Por Munik Vieira

Adílio, ex-meio campista campeão mundial pelo Flamengo em 1981 e ídolo rubro-negro, estará no Cinemark Vitória, às 10h30, para uma conversa com os fãs.

O evento é de organização da Fap Eventos Esportivos e a entrada para assistir a homenagem é solidária: para garantir o ingresso é necessário doar um quilo de alimento não perecível ou um produto de limpeza no Zico Park, na praça eventos do shopping. Por conta da pandemia do novo coronavírus, a entrada será limitada a 100 pessoas.

Autógrafos

E à tarde, de 15 às 18h, Adílio estará no Zico Park para atender aos fãs e distribuir autógrafos.

Carreira

Adílio faz parte da Fla Master. Foto: Reprodução

Adílio de Oliveira Gonçalves, mais conhecido apenas como Adílio, nasceu no Rio de Janeiro no dia 15 de maio de 1956. É um dos grandes ídolos do Flamengo, clube que defendeu entre 1975 e 1987.

Foi revelado por Dominguinhos, ex-atacante do Flamengo, na Usina de Talentos, na Comunidade da Cruzada de São Sebastião, no Rio, entre Ipanema e Leblon. Naquela favela de cimento armado, também foram revelados outros craques, como Rui Rei, Antunes, Ernani, Júlio César Uri Gueller e Paulinho Pereira. Todos costumavam jogar bola também na Praia do Pinto.

Criado no rubro-negro carioca, clube que defendeu por grande parte de sua carreira,
vestindo a camisa 8, Adílio atuou ao lado de Zico no período mais vitorioso da história
do clube. Com esse time, o Flamengo conquistou suas maiores glórias, incluindo a Copa
Libertadores da América e o Mundial de 1981, e os Brasileiros de 1980, 1982 e 1983. Ao todo, ele fez 611 jogos (471 vitórias, 147 empates e 93 derrotas) e marcou 128 gols (números do “Almanaque do Flamengo”, de Clóvis Martins e Roberto Assaf).

Depois de deixar a Gávea, Adílio chegou a jogar por clubes como Coritiba, Barcelona de Guayaquil (Equador) e Alianza Lima (Peru). Porém, já em final de carreira, passou a atuar por times do interior do Rio, como América de Três Rios, Friburguense e o Barreira.

Seleção Brasileira

Adílio teve somente duas atuações pela Seleção Brasileira de Futebol. Contudo, deixou
sua marca ao dar um lindo passe para Júnior fazer o gol da vitória brasileira sobre a
Alemanha, em uma partida disputada no Maracanã, em 1982.

Após se aposentar do futebol de campo e migrar para o futebol de salão, Adílio foi campeão do mundo com a Seleção Brasileira de Futsal na Copa do Mundo de 1989. Ele é o único jogador da história a ter atuado como profissional nas Seleções Brasileiras de futebol de campo e futebol de salão.

Hoje Adílio tem 65 e trabalha no Flamengo, na Fla Master e faz parte da diretoria da Fap com o futebol profissional.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade