22.1 C
Vitória
quinta-feira, 13 agosto, 2020

FMI diz que não deve emprestar dinheiro a nações com nível de dívida elevado

Leia Também

Alpinismo industrial na Terceira Ponte

A Terceira Ponte será foco de mais uma ação de manutenção preventiva. O trabalho, que começou nesta semana, está sendo realizado para reparos na...

Banestes inaugura Agência Empresarial de Linhares

O novo espaço, inaugurado nessa quarta feira (12), conta com uma área moderna de atendimento, incluindo um lounge informal para conversas e fechamento de...

Campanha Compre do Pequeno tem foco na valorização do comércio local

Os impactos causados pela pandemia em pequenos negócios em todo o país mostram o quanto é importante incentivar ainda mais práticas que ofereçam impulso...

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, reforçou nesta quarta-feira, 29, que o órgão não pedirá as “contrapartidas tradicionais” para concessão de crédito a países afetados pela crise do novo coronavírus

O FMI por ter ciência de que o choque é exógeno, e não um resultado de má gestão da economia. Ainda assim, Georgieva ressaltou que o FMI não deve emprestar dinheiro a nações com nível de dívida elevado. “Estaríamos dificultando ainda mais a situação desses países”, afirmou, em webinar organizado pelo Women’s Forum.

A economista búlgara lembrou que o FMI tem capacidade de emprestar até US$ 1 trilhão aos afetados pela pandemia e já concedeu crédito a 105 países. “Para uma crise sem precedentes, uma resposta sem precedentes”, disse na live. “Eu só peço que invistam em médicos e no sistema de saúde”, completou.

Para a diretora-gerente do FMI, a união entre autoridades do mundo é fundamental nesse momento que exige respostas globais. Georgieva elogiou a aprovação do fundo de 750 bilhões de euros na União Europeia, que precisou de um consenso entre todos os países-membros.

Georgieva ainda ressaltou que essa crise é uma oportunidade para que a organização das economias mundiais seja repensada, com um olhar mais atento à questão da sustentabilidade. Ela ainda pediu por mais igualdade entre homens e mulheres, o que, inclusive, teria o potencial de estimular as economias do globo, de acordo com a economista.

Vacina

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional disse também que os países de todo o mundo precisarão de espaço fiscal para ter acesso à futura vacina contra a covid-19 – e que, por isso, o órgão multilateral pretende “trabalhar duro” junto aos governos, de modo a garantir as condições financeiras para o acesso universal à profilaxia.

Georgieva elogiou a atuação da Nova Zelândia no combate à pandemia e afirmou que as respostas ideais à crise sanitária não vieram das principais economias do mundo, embora não tenha criticado algum país em específico. A Nova Zelândia conseguiu praticamente erradicar o novo coronavírus após medidas rígidas de isolamento social.

Com informações da Agência Estadão – Por Eduardo Gayer

Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

ESB 179 Digital
Continua após publicidade

Fique por dentro

Setores mais afetados pelo distanciamento social seguem deprimidos, diz BC

Ao avaliar o futuro da atividade econômica, o BC repetiu a ideia de que "a incerteza sobre o ritmo de crescimento da economia permanece acima da usual

Safra deste ano deve ser 3,8% superior à de 2019, prevê IBGE

A produção brasileira de cereais, leguminosas e oleaginosas deve fechar o ano de 2020 em 250,5 milhões de toneladas. Com informações da Agência BrasilCaso a...

211 vagas de emprego em Cariacica

Os munícipes têm a ajuda da Agência do Trabalhador, que esta semana está divulgando 211 vagas, sendo 55 são destinadas à Pessoa com Deficiência...

Estimativa para Selic no fim de 2020 permanece em 2,00% ao ano no Focus do BC

Os economistas do mercado financeiro mantiveram suas projeções para a Selic (a taxa básica da economia) no fim de 2020. O Relatório de Mercado...

Vida Capixaba

O Pequeno Príncipe traz poesia às telas em espetáculo ao vivo

Conhecido do público infantil e adulto, o conto ‘O Pequeno Príncipe’, do escritor francês Antoine de Saint-Exupéry, sai dos livros e chega aos palcos,...

Bike se populariza em tempos de coronavírus

Para fugir das lotações, dos atrasos e riscos de contaminação do transporte público, muitas pessoas se tornaram adeptas das bicicletas neste período Que táxi, que...

31ª Dez Milhas Garoto é adiada para 2021

Com a insegurança em relação a propagação do vírus do Covid-19 pelo Brasil, os principais players do mercado de eventos, feiras e congressos do...

Mostra on-line de arte e cultura em Vitória

A distância dos palcos não impediu que os alunos dos espaços culturais da Secretaria Municipal de Cultura (Semc) se apresentassem ao público em 2020. Durante...
Continua após publicidade