20.5 C
Vitória
domingo, 14 DE julho DE 2024

ES investe em estudos para conter cheias no Rio Muqui em Mimoso do Sul

Com o estudo e a elaboração do anteprojeto, o próximo passo será garantir os recursos necessários para a construção de uma barragem

Por Kebim Tamanini

O final de março deste ano foi marcado por tragédias para os capixabas, com as fortes chuvas que assolaram a Região Sul do Estado, principalmente a cidade de Mimoso do Sul. Quase quatro meses após o ocorrido, como forma de prevenção, a Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh) repassou R$ 800 mil ao Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES) para viabilizar os estudos e a elaboração do anteprojeto estrutural para a implantação de uma barragem de contenção de cheias no Rio Muqui.

- Continua após a publicidade -

Com a realização deste estudo e a elaboração do anteprojeto, será possível avançar para a construção da barragem, cujo objetivo principal é auxiliar a região de Mimoso do Sul na redução dos impactos das inundações, promovendo a segurança dos moradores locais. Além disso, a barragem contribuirá para o uso sustentável dos recursos hídricos.

“Estamos atuando em parceria com o DER-ES e a elaboração deste estudo representa um avanço significativo na busca por soluções eficazes para minimizar os impactos das cheias na região de Mimoso do Sul. Essa parceria e investimento refletem o comprometimento do Governo do Estado com as ações de segurança hídrica e o processo de eventos extremos”, justificou o diretor-presidente da Agerh, Fabio Ahnert.

As barragens de contenção de cheias são estruturas projetadas para controlar o fluxo de água em rios e prevenir inundações em áreas vulneráveis. O funcionamento dessas barragens envolve a retenção temporária da água durante períodos de chuvas intensas, permitindo um controle mais eficiente do volume de água que é liberado gradualmente para jusante.

A construção dessas barragens considera fatores como o volume de água a ser retido, a topografia do local e a capacidade de escoamento da água, entre outros aspectos técnicos. Com um sistema de comportas e vertedouros, é possível regular a vazão da água e minimizar os impactos das cheias nas áreas abaixo da barragem.
Com o estudo e a elaboração do anteprojeto em andamento, o próximo passo será garantir os recursos necessários para a construção da barragem.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 222

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA