22.9 C
Vitória
segunda-feira, 16 maio, 2022

Damares lança em Vitória campanha contra violência infantil

A visita aconteceu no Dia Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, esteve em Vitória nesta terça-feira (18) para lançar a campanha Maio Laranja 2021 junto ao prefeito da Capital, Lorenzo Pazolini.

A visita aconteceu no Dia Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes. A
A solenidade, promovida pela PMV, foi realizada no viaduto Araceli Cabrera Crespo, em Jardim Camburi, local batizado em homenagem à menina, desaparecida em 1973, aos 8 anos.

A ministra Damares Alves falou sobre a importância da campanha Maio Laranja. “Estamos aqui hoje por uma aliança pelas crianças do Brasil. Esse ato é simbólico. Quantas ‘Aracelis’ estão sendo violentadas no Brasil?”, destacou a ministra.

E prosseguiu: “Quem diria que, hoje, estaríamos nós, dois sonhadores, eu ministra e você prefeito, aqui neste local. Não queremos mais pintar rosto de criança e depois vir aqui chorar”.

Lorenzo Pazolini exaltou o papel da escola para o combate à exploração e ao abuso sexual infantil.

“É difícil falar. São imagens de crianças puras, sem qualquer chance de defesa. Crianças atacadas, violentadas, que sofreram da pior violência possível. Nós não podemos desistir das nossas crianças! A sociedade não pode fechar os olhos para o que tem acontecido”, disse.

No evento, estiveram presentes Ângela Gandra, Secretária Nacional da Família; Fernando César Pereira Ferreira, Ouvidor Nacional de Direitos Humanos; Reinaldo Las Cazas Ersinzon, e os deputados federais Paula Belmonte, Jose Medeiros, Leandre Dal Ponte, Beatriz Kicis Torrents de Sordi, Roberto de Lucena, Willian Meira e capixaba Lauriete.

Também participaram secretários municipais, o presidente da Câmara Municipal de Vitória, Davi Esmael, e vereadores.

Saiba mais sobre Araceli

O Dia Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes é celebrado em 18 de maio. A data foi instituída em 2000, em referência ao caso da menina Araceli, que desapareceu em Vitória, no ano de 1973, aos 8 anos de idade.

A criança foi encontrada morta dias depois, com o corpo em avançado estado de decomposição, próximo a uma mata. Araceli foi raptada, drogada, estuprada, morta e carbonizada.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade