23.2 C
Vitória
segunda-feira, 30 março, 2020

Vovós cada vez mais empoderados!

Leia Também

Veja a diferença entre emergência em saúde e estado de calamidade

Devido à panndemia causda pela Covid-19, ações necessárias dão efeito à emergência em saúde pública. Também foi reconhecida calamidade pública no país.

Covid-19: presos ganham liberdade por liminar

Justiça determinar a soltura de todos os presos do Espírito Santo, cuja liberdade provisória tenha sido condicionada ao pagamento de fiança.

PRF recebe doações de alimentos e kits de higiene para caminhoneiros

A ideia da campanha Siga em Frente, Caminhoneiro é minimizar os efeitos da situação causada pelo novo coronavírus e possibilitar condições de trabalho.

Com famílias em isolamento, saiba como evitar acidentes domésticos

Em situação de isolamento, aumentam as chances de acidentes domésticos ocorrerem, principalmente com crianças e idosos, em ambiente físicos.

Os avós deixaram de ser aqueles ficam exclusivamente cuidando dos netos. Eles continuam se destacando no mercado de trabalho e conhecendo as novas tecnologias

Muitos avôs e avós dos tempos atuais estão longe do estereótipo de idosos aposentados, que passam os dias entre pacatos afazeres domésticos. E nesta sexta-feira (26), é comemorado o Dia dos Avós, um grupo cada vez mais atuante, que trabalha, estuda e se diverte.

Os idosos no Brasil somam 23,5 milhões de pessoas, mais que o dobro de 1991. A projeção do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) é que os idosos serão 30% da população brasileira em 2050. Em 2010, eram apenas 10%.

Mas é possível perceber que eles ainda marcam presença desses profissionais no mercado de trabalho. Segundo o 8º Índice de Confiança Robert Half (ICRH), divulgado em junho deste ano, as empresas estão mais abertas a contratar profissionais acima dos 50 anos. O levantamento aponta que 91% das companhias contratariam um profissional com esse perfil para o seu quadro de funcionários.

No grupo Cencosud Brasil, por exemplo, são mais de 3.700 colaboradores com idades acima de 50 anos. É o caso de Márcia Siqueira, 53, consultora de Recursos Humanos.

“Eu trabalho desde que meus filhos eram pequenos, e continuei nesse ritmo após me tornar avó. Cresci profissionalmente ao mesmo tempo que avançava na vida pessoal. Casa e trabalho sempre andaram juntas na minha vida e, em ambos os locais, sempre criei relações de cumplicidade e de engajamento”, conta.

Antonio Balbino, 57, é açougueiro há 9 anos. Sua neta, Fernanda Balbino, 18, trabalha na mesmo local que ele como Jovem Aprendiz. Apesar da diferença de idade, as duas gerações têm muito a ensinar uma para a outra. Balbino diz que conversa muito com a neta e a aconselha, mas também aprende com ela, que o estimula a usar mais a internet.

“É uma satisfação imensa ver minha neta trabalhando e conquistando o seu espaço. Digo a ela para fazer o serviço direito, com atenção, interesse e responsabilidade. Quanto ao uso da internet, venho me adaptando e aprendendo, aos poucos”, destaca.

Na era da internet

Agora eles já sabem o que é e-mail, internet, sites, e por ai vai. E foi-se o tempo em que os idosos faziam compras apenas em lojas físicas. Dados do Compre&Confie, empresa de inteligência de mercado com foco em e-commerce, esses consumidores foram responsáveis por 2,2 milhões de pedidos de compras online no segundo trimestre de 2019, representando 5,7% do total realizado no período.

O diretor executivo da empresa, André Dias, afirma que apesar do tícket médio desse público ser menor, o consumo é considerável.“O consumidor da terceira idade ainda está dando os primeiros passos no universo das compras online, mas deve ser observado com atenção nos próximos anos. Essa faixa etária está ultimamente mais engajada com mídias sociais e comunicadores instantâneos e, portanto, representam também uma oportunidade valiosa também para varejistas”, afirma.

De acordo com o levantamento da companhia, as cinco categorias que concentraram maior volume de pedidos no período foram: Entretenimento (15,1%), Beleza, Perfumaria e Saúde (13,6%), Informática e Câmeras (11,5%), Telefonia (11,4%) e Artigos para Casa (10,7%).

E são sempre os vovôs quem gastam mais. Eles ficam mais empolgados para comprar online, sendo responsáveis por 51% do volume de pedidos no período, enquanto as vovós somaram 49%.

“Esse comportamento é o contrário da média geral de mercado, em que geralmente as mulheres concentram a maior quantidade de compras. O tempo para acessar às plataformas digitais e a menor proporção de tarefas domésticas em relação às mulheres nessa faixa etária podem ser fatores que ajudam a explicar essa diferença”, finaliza Dias.


Leia mais:

Publicidade

ES Brasil Digital

ES Brasil 174
Continua após publicidade

Fique por dentro

Consumo de internet aumenta 25% durante isolamento social

Por conta do isolamento social, o consumo de internet aumentou consideravelmente durante o mês de março no mundo inteiro, inclusive no Brasil e no Espírito Santo.

Governo anuncia medidas econômicas contra impactos da covid-19

Nesta sexta-feira (27), o presidente da República e representantes das proincipais instituições financeiras do país anunciaram linha de crédito emergencial.

PIB capixaba fica estável no último trimestre de 2019

Comércio foi o que puxou o PIB no quarto trimestre de 2019, setores de informática e veículos tiverm maior alta. Indústria apresentou retração.

Inflação oficial registra taxa de 0,02% na prévia de março

Índice que mede a prévia da inflação oficial, ficou em 0,02% em março deste ano. Este é o menor resultado para o IPCA-15 desde o início de 1994.

Vida Capixaba

Festival promove apresentações de artistas nas mídias sociais

O Festival Fico em Casa, uma ideia que permite ao internauta a contemplar apresentações de nomes do rock, indie, samba, funk, MPB e muito mais.

Saiba como fica o tempo neste fim de semana!

De acordo com o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), o fim de semana será de tempo bom no Espírito Santo.

Xô, coronavírus: “Dia de Cantoria” vai levar música para quarentena

O Dia de Cantoria é um projeto de musicalização infantil nas mídias sociais. É uma iniciativa idealizada por 4 amigos com experiência em musicalização

Cursos online gratuitos durante o isolamento social. Veja!

A Universidade Vila Velha (UVV) preparou dez cursos rápidos, online e gratuitos, para auxiliar o aprendizado de quem quer se manter qualificado
Continua após publicidade