24.9 C
Vitória
quarta-feira, 19 janeiro, 2022

Vitória Stone Fair começa nesta terça (06)

Após ter sido cancelada em fevereiro de 2017, a 43ª edição da feira internacional do mármore e granito, a Vitória Stone Fair, começa nesta terça

Por conta da crise na segurança pública no Espírito Santo, no qual os policiais militares ficaram recolhidos durante 15 dias no 1º Batalhão, localizado em Maruípe, em Vitória, refletiu negativamente no cenário econômico capixaba, por isso a feira teve a data adiada.

Considerada um dos maiores eventos do setor de rochas ornamentais das Américas, em sua 43ª edição, a Vitória Stone Fair l Marmomac Latin America reúne mais de 300 expositores dentre brasileiros e internacionais de países como Angola, Bélgica, China, Colômbia, Espanha, Estados Unidos, Coreia do Sul, França, Índia, Inglaterra, Itália, Portugal, Rússia, Singapura, Suécia, Turquia Venezuela e Vietnã. Essa internacionalização reforça a importância do setor de rochas brasileiro, reconhecendo a feira no mercado global como referência para o mercado de chapas e blocos, da construção civil, da arquitetura e do design.

Além da variedade de rochas naturais que serão lançadas no evento, os visitantes terão a oportunidade de conhecer novas formas de beneficiamento das pedras, insumos, maquinários, novas tecnologias, aplicabilidade da pedra, além de participar de palestras.

Uma das novidades desta edição, é a Stone Square, espaço que dá acesso a entrada da feira. Assinado pela arquiteta Vivian Coser e execução de empresas de pedras brasileiras, o ambiente irá apresentar as possibilidades de aplicabilidade dos materiais naturais em pisos, bancos e blocos, seus tratamentos e formas de apresentação do produto.

“Este espaço é o início de um novo conceito que queremos agregar a Vitória Stone Fair l Marmomac Latin America. Além do mercado consolidado dos blocos e das chapas que inclui pisos e revestimentos, a feira irá demonstrar as diversas possibilidades da aplicabilidade da rocha natural também em objetos de design. Nosso intuito é agregar valor a pedra, a fim de expandir os mercados com a diversificação de produtos tradicionalmente trabalhados no setor”, pontua o diretor da Milanez & Milaneze, Alberto Piz.

Mercado e exportações

As rochas ornamentais capixabas estão mais valorizadas no mercado internacional. Numa estratégia dos empresários do segmento, o preço dos mármores e granitos subiu mais de 6% no último mês de abril, se comparado ao mesmo período do ano passado. No acumulado, a alta é de 1,31%, em relação a 2016.

Os dados são do Centro Brasileiro dos Exportadores de Rochas Ornamentais (Centrorochas) e apontam também a hegemonia dos Estados Unidos como principal consumidor das rochas brasileiras no mundo, ao importarem US$ 222,4 milhões de janeiro a abril deste ano; seguidos pela China, com US$ 34,6 milhões no mesmo período.

Itália foi um dos poucos países que registrou crescimento nas compras no intervalo analisado: 3,81%, passando de US$ 19,6 milhões, no ano passado, para US$ 20,3 milhões atuais, com forte demanda por blocos e chapas de granitos.

Tradicionalmente, o Espírito Santo é o estado com os números mais significativos de exportação de rochas do Brasil. Em 2017, continua na liderança como maior exportador de pedras do país, com uma participação de 82% no total vendido, somando, sozinho, US$ 277,4 milhões dos US$ 336,3 milhões exportados pelo Brasil de janeiro a abril de 2017.

O Brasil é reconhecido no mundo não só pela qualidade de seus materiais naturais, mas principalmente, pela enorme variedade de mármores e granitos, entre básicos e exóticos, quartzitos, ardósias e pedras translúcidas, disponível em um só território, com mais de 1.500 pedreiras ativas.

Para o presidente do Sindirochas, Tales Machado, a Vitória Stone Fair é geradora de um impacto positivo tanto na economia local e nacional quanto na movimentação do mercado internacional, contribuindo para as exportações. “O mercado de rochas ornamentais mantém expectativa com a proximidade de realização da Vitória Stone Fair, que é uma das principais feiras do setor e está devidamente consolidada e é respeitada pelo grande número de expositores nacionais e estrangeiros, pela excelência dos produtos apresentados, pela diversidade de materiais clássicos e exóticos, também com destaque pelo elevado número de visitantes, compradores, especificadores, designers, arquitetos, entre outros profissionais que valorizam a aplicação dos produtos de rochas ornamentais”, finaliza.

Projetos e homenagens

Parceira do Marble Institute of America (MIA), uma das mais renomadas instituições do setor de rochas ornamentais dos Estados Unidos, a Vitória Stone Fair premia pelo segundo ano consecutivo os vencedores do prêmio internacional de arquitetura, o Pinnacle Awards, nas categorias “Cozinha do Ano” e “Banheiro do Ano”. Este ano, um dos requisitos obrigatórios do concurso foi a utilização de pedras brasileiras em seus projetos. Os prêmios foram concedidos ao arquiteto Werner Stark, da empresa Harmony Int., Inc, cuja sede está situada em Huntsville, Alabama, na categoria “Banheiro do Ano” e a empresa United Marble Fabricators, localizada no estado de Massachusetts cujo projeto foi elaborado por John Kilfoyle, no espaço “Cozinha do Ano”.

Este ano também acontece a entrega do prêmio Marmo + Mac Latin America Award. Promovido pelo Grupo VeronaFiere, a homenagem prima pelo reconhecimento à personalidades e empresas que se destacaram pelo seu trabalho e contribuição para o setor de rochas ornamentais.

Além dessas novidades, a Vitória Stone Fair recebe mais de 100 compradores internacionais de diversos países por meio do projeto Buyers Club. Com apoio da Abirochas e Apex, o projeto incentiva a vinda de empresas de várias localidades do mundo à feira.

Foto: Milanez & Milaneze

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade