17.9 C
Vitória
terça-feira, 24 maio, 2022

Turismo Rural: Venda Nova recebe reconhecimento em projeto de qualificação

Os primeiros negócios da rota iniciaram atividades no final da década de 1980. Foto: Secom/PMVNI

A Rota do Agroturismo foi validada pelo Ministério do Turismo e a Universidade Federal Fluminense por meio do Experiência do Brasil Rural

A Rota do Agroturismo em Venda Nova do Imigrante recebeu validação do Ministério do Turismo e da Universidade Federal Fluminense (UFF), por meio do projeto Experiência do Brasil Rural. A opção turística envolve 35 propriedades agrícolas familiares, hotéis e restaurantes da região, onde o turista além de se deliciar com as especiarias também pode conhecer o processo de fabricação.

O cardápio além de ser atraente, consiste em produtos locais como derivados de queijo e leite, biscoitos, embutidos, cafés especiais, cervejas artesanais, cachaças, vinhos, massas e a famosa polenta – ícone do município, feita com milho específico –, todas apresentadas pelos proprietários durante as visitas.

Atrativos da Rota

Os atrativos da rota incluem outras vivências típicas do campo, a exemplo de um sítio que possibilita ao visitante acompanhar a ordenha e toda a produção de laticínios. Também é possível conhecer a produção de socol (embutido de carne suína) e participar da fabricação caseira de massas, bem como praticar o “colha e pague” de morango e passear por parreirais cuja a produção é matéria-prima para elaboração de sucos e vinhos.

Na região, são destaques também a colheita de lavanda e de orquídeas, atividades muito procuradas por turistas. Celebrações alusivas à colonização italiana também figuram entre as opções.

Em outubro, ocorre a Festa da Polenta, realizada há 43 anos com o “tombo da polenta”, quando 1.200 quilos da comida são despejados de uma panela gigante. Já no mês de julho, acontece a Serenata Italiana, quando moradores saem às ruas cantarolando canções típicas.

Capital do Agroturismo

Os primeiros negócios do roteiro iniciaram atividades no final da década de 1980, tendo como principais características a ruralidade, as tradições familiares e a gastronomia. No início dos anos 90, empreendedores conheceram na Itália o modelo de “Agroturismo” e adotaram o formato de Agroturismo no Brasil, conceito este utilizado em destinos capixabas e de outros estados. A iniciativa rendeu a Venda Nova o título de Capital Nacional do Agroturismo, conferido no ano de 2005 pela Associação Brasileira de Turismo Rural (Abratur).

A secretária de Estado de Turismo, Lenise Loureiro, destaca a riqueza desta cidade e a importância de ter este município capixaba neste programa nacional. “O Turismo de Experiências é um diferencial da região das Montanhas, especialmente em Venda Nova do Imigrante e esta capacitação colabora no aperfeiçoamento na recepção dos turistas e estimula novos produtores rurais a buscarem participar desta rota”, afirma a secretária enfatizando a importância econômica da atividade turística para os agricultores familiares.

Histórias de Famílias 

Para Ana Venturim, da Família Venturim, o projeto despertou a autoestima e valorizou o que para eles era algo simples. “Demos mais um passo na direção de acreditar que podemos ganhar dinheiro com nossa história familiar. Isso é motivo de orgulho para todos que compõem essa rota. Oferecemos ao turismo o que sempre fazemos em casa. Isso preenche nossa alma de entusiasmo, alegria e saudade”, pontua.

Existem 35 propriedades realizando turismo rural na região. Vitor Jubini/MTur Destinos

A secretária Municipal de Turismo, Cultura e Artesanato, Carla Caliman, observa que as capacitações do Experiências do Brasil Rural ajudam a preparar o roteiro para a tendência de incremento do turismo no campo no período pós-pandemia.

“Considerando esse momento da pandemia, delicado para o turismo, a gente precisa agora se atualizar para compreender as mudanças no fluxo turístico, o que os turistas têm buscado. Então, realmente é muito importante ter esse momento das capacitações, para a gente pensar as próximas metas para o nosso roteiro como um todo”, aponta.

Experiência Brasil Rural

O projeto acontece em parceria com a UFF e é desenvolvido em conjunto com o Ministério do Turismo e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

O objetivo é capacitar empreendedores para o desenvolvimento do turismo no campo. Ao final do projeto, o Experiências do Brasil Rural trabalha ações de apoio à promoção e à comercialização dos roteiros.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade