29.9 C
Vitória
segunda-feira, 24 junho, 2024

Vasco bate o Vitória e quebra série de 4 derrotas seguidas

Agora, com 6 pontos, o time carioca deixou a zona de rebaixamento e aparece em 13º lugar na tabela do Brasileirão

Com duas assistências do meia Payet, que resultaram em gols de Maicon e Vegetti, ambos no início do segundo tempo, o Vasco venceu por 2 a 1 o Vitória, neste domingo, em São Januário, e interrompeu uma série de quatro derrotas consecutivas no Campeonato Brasileiro.

Agora, com seis pontos, o time carioca deixou a zona de rebaixamento e aparece em 13º lugar, enquanto o time baiano, com um ponto, é penúltimo colocado na classificação do Nacional.

- Continua após a publicidade -

Pela segunda vez o Vasco foi dirigido, de forma interina, por Rafael Paiva, do time sub-20, que ocupa a vaga deixada pelo argentino Ramón Díaz. O nome da vez é Alvaro Pacheco, português de 52 anos, e que dirige o Vitória de Guimarães-POR.

O time entrou em campo pressionado pela série de derrotas: Athletico-PR (1 a 0); Red Bull Bragantino (2 a 1), Fluminense (2 a 1) e Criciúma (4 a 0). Os vascaínos tinham vencido na estreia, também em casa, por 2 a 1 em cima do Grêmio.

O Vasco, como em outras vezes, deu a impressão de que poderia definir o jogo no começo, na base da pressão. A sua primeira oportunidade aconteceu aos nove minutos, quando, após bate-rebate na área, David chutou e o zagueiro Reynaldo aliviou após a bola passar pelo goleiro Lucas Arcanjo.

A jogada que levantou o torcedor da arquibancada saiu aos 32 minutos, quando Galdames chutou de fora da área, a bola desviou em Reynaldo e saiu do lado da trave direita de Lucas Arcanjo. O time, porém, deixou o campo no intervalo debaixo de vaias.

No reinício do segundo tempo, o Vasco tentou de novo a pressão e, desta vez, deu certo. O primeiro gol saiu aos quatro minutos, quando Payet cobrou escanteio em curva e o zagueiro Maicon se antecipou à marcação no primeira trave para desviar de cabeça.

A torcida se inflamou e Payet deu outra assistência perfeita. Da intermediária ele fez um levantamento diagonal para o lado direito, onde Vegetti esticou o pé e acertou a bola no alto. Um belo gol, aos 10 minutos. Payet foi substituído por Praxedes e, do banco, lamentou não poder cobrar falta perto da área assim que deixou o campo. Sforza bateu bem, a bola encobriu a barreira e explodiu no travessão.

O Vitória, que não mostrou poder ofensivo, quase diminuiu aos 27, quando Yury Castilho pegou de virada na pequena área e acertou o travessão vascaíno. Na segunda chance ele marcou, aos 43. Após chute à queima roupa de Jean Mota, o goleiro Leo Jardim deu rebote e Yury Castilho completou para as redes. Os últimos minutos foram tensos e a reação foi interrompida pela expulsão de Camutanga, que deu um soco no rosto de Praxedes.

Na sétima rodada, o Vasco vai enfrentar o Flamengo, em clássico carioca marcado para sábado (18), às 21 horas, no Maracanã. No mesmo dia, porém mais cedo, às 16 horas, vai receber no Barradão o Atlético-GO, que também segue na zona de rebaixamento. Com informações de Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA