17.2 C
Vitória
domingo, 31 maio, 2020

Um otimismo moderado

Leia Também

É preciso suplementar o que não conseguimos ingerir pela alimentação

Além da maioria das pessoas não se alimentarem corretamente, existem muitos nutrientes que nosso corpo não consegue produzir sozinho e são essenciais para a nossa vitalidade.

Crise econômica causada pelo novo coronavírus faz desemprego chegar a 12,6%

De acordo com o IBGE, são aproximadamente 4 milhões de brasileiros fora do mercado de trabalho nesse trimestre.

Lugar de homem é na cozinha

A arte de combinar ingredientes e temperos tem atraído mais e mais homens Em restaurantes ou em ambientes domésticos, é cada vez mais comum ver...

Campanha visa a arrecadar alimentos para ajudar pessoas em situação de rua

Ao todo, serão entregues 150 almoços, com suco, água e sobremesa, e também um kit de higiene às pessoas em situação de rua.

Com perfil de investimento constante, o setor supermercadista espera as reformas prometidas para continuar a crescer no Estado

O setor de supermercados, no Brasil e no Espírito Santo, particularmente, tem superado todas as crises e recuos econômicos, avançando, abrindo lojas, ampliando seus serviços e buscando oferecer o melhor em produtos e em atendimento a seus clientes. Se olharmos em perspectiva, podemos constatar o crescimento desse segmento devido à construção de lojas, salto dos empregos e geração de tributos e de riqueza para o Estado.

As empresas, ajustadas, têm navegado através das crises e dos problemas econômicos que o país e o Estado enfrentaram e os têm atravessado incólumes, saudáveis, e com disposição de ampliar mercado, implantar mais lojas, melhorar as existentes e, com isso, fazer frente à concorrência, encantando e fidelizando seu público. Confirmam essa análise os investimentos feitos em 2018 na Grande Vitória e nos municípios do Estado.

O que o setor espera com a chegada de 2019 é que o panorama econômico mude. Antevendo essa transformação no cenário, os empresários estão moderadamente otimistas, estimando crescimento de vendas da ordem de 2,3%, impulsionadas pelo avanço econômico brasileiro, a partir das reformas necessárias, prometidas pelo novo governo, e pela continuidade das políticas de equilíbrio fiscal e de estímulo à economia local no Espírito Santo.

A perspectiva de crescimento, decorrente da melhoria econômica, é muito real para o setor, com várias empresas já programando investimentos para a abertura de lojas e melhorias, inclusive tecnológicas. Com planos concretos de investimentos em novas unidades, podemos citar o Extrabom, o Carone, o Perim, o Casagrande e o OK Supermercados. Outros, tanto na Grande Vitória quanto no interior, também seguirão aplicando recursos.

Esses investimentos têm efeito multiplicador, já que significam mais emprego, geração de mais tributos e riqueza para o Estado. O setor é dinâmico e se adapta ao mercado e suas necessidades, mas necessita – e defende – medidas concretas para o estímulo da economia, começando com a responsabilidade fiscal, já adotada no Espírito Santo, e as reformas estruturantes, como a da Previdência.

O ambiente econômico, como sabemos, é essencial para infundir otimismo na população e traz, como consequência, o aumento do consumo, que beneficia diretamente o setor de supermercados, nos quais a população se abastece. Com estabilidade política e crescimento da economia, o reflexo nos negócios é imediato. E é por isso que o Brasil precisa ser preparado, não apenas para 2019, mas principalmente para o futuro, garantindo-lhe um desenvolvimento sustentável.

Os supermercados já fizeram o seu dever de casa no Espírito Santo e têm cumprido o seu papel, daí o otimismo moderado. Mas o segmento tem certeza de que, não só no Estado, mas também no país, a economia pode melhorar. Basta que as medidas certas sejam tomadas. Assim como todos os brasileiros, os supermercados querem ver um Brasil e um Espírito Santo melhores, com empregos, oportunidades de consumo, boa educação, saúde e segurança, bases para o crescimento sustentável que a todos irá beneficiar.

Combinando esses fatores, o país toma o rumo certo, a economia cresce, novos investimentos serão feitos, empregos serão criados, e abrem-se oportunidades para os negócios, inclusive dos supermercados.


Hélio Hoffmann Schneider é superintendente da Associação Capixaba de Supermercados (Acaps)

Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

esbrasil_176
Continua após publicidade

Fique por dentro

Crise econômica causada pelo novo coronavírus faz desemprego chegar a 12,6%

De acordo com o IBGE, são aproximadamente 4 milhões de brasileiros fora do mercado de trabalho nesse trimestre.

Prejuízo com fechamento de shoppings centers capixabas chega a R$ 1 bilhão

Os shoppings centers da Grande Vitória estão fechados desde o dia 19 de março, por meio de um decreto estadual a fim de conter a pandemia do novo coronavírus.

PIB está 4,2% abaixo do pico observado no fim de 2014, diz IBGE

O resultado, segundo a instituição, é resultado do primeiro trimestre teve forte impacto da pandemia do novo coronavírus.

Maia diz que auxílio emergencial deve ser prorrogado, mas teme redução de valor

O presidente da Câmara dos Deputados afirmou que há um embate explícito dentro do governo, e do próprio Parlamento, entre priorizar investimentos públicos e privados.

Vida Capixaba

Lugar de homem é na cozinha

A arte de combinar ingredientes e temperos tem atraído mais e mais homens Em restaurantes ou em ambientes domésticos, é cada vez mais comum ver...

Shoppings da Grande Vitória poderão abrir a partir de segunda (1º)

De acordo com a secretária de Estado de Gestão e Recursos Humanos, Lenise Loureiro, a decisão foi tomada durante uma reunião da Sala de Situação de Emergência em Saúde Pública do Estado, realizada hoje. 

Como montar um cantinho lúdico e organizado para as crianças

Com as crianças em casa em tempo integral, as famílias se deparam com o desafio de manter a rotina de atividades escolares e brincadeiras.

Orquestra Sinfônica Sul Espírito Santo realizará apresentações on-line

A primeira apresentação da série "[email protected] Sinfônica In Live", será na próxima quinta-feira (04), a partir das 20h, pelas mídias sociais do projeto social Casa Verde.
Continua após publicidade