21 C
Vitória
sábado, 20 DE julho DE 2024

Trump sugere dar green card para estrangeiros formados nos EUA

Imigração tem sido a principal questão de Trump durante sua campanha de 2024 para retornar à Casa Branca

O ex-presidente dos Estados Unidos e candidato republicano Donald Trump disse em uma entrevista publicada nesta quinta-feira, 20, que ele pretende dar green card para estudantes estrangeiros que se graduaram em universidades americanas, um afastamento acentuado da retórica anti-imigrante que costuma usar em sua campanha.

“Eles deveriam obter automaticamente – como parte do seu diploma – o ‘green card’ para poderem permanecer neste país”, disse Trump numa entrevista ao podcast All-In ao ser questionado sobre planos para que empresas possam importar “os melhores e mais brilhantes”.

- Continua após a publicidade -

O green card é como é conhecida a autorização de residência permanente nos Estados Unidos. O documento abre caminho para que estrangeiros possam obter a cidadania americana.

Imigração tem sido a principal questão de Trump durante sua campanha de 2024 para retornar à Casa Branca. A sua sugestão de oferecer green cards para potencialmente centenas de milhares de graduados estrangeiros iria representar uma expansão abrangente do sistema de imigração dos EUA, o que diverge amplamente de suas mensagens comuns sobre estrangeiros.

Trump já acusou imigrantes que estão ilegalmente nos Estados Unidos de cometerem crimes, roubarem empregos e recursos do governo, e sugeriu que eles estão “envenenando o sangue do nosso país”. Ele prometeu cuidar da maior operação de deportação da história dos Estados Unidos se for eleito.

As declarações do republicano surgem poucos dias depois de o seu rival democrata, o presidente Joe Biden, ter anunciado uma medida semelhante. Biden disse na terça-feira, 18, que pretende acelerar o procedimento de visto de trabalho para determinados migrantes que obtiveram um diploma de ensino superior nos Estados Unidos e a quem foi oferecido um emprego no país. Também anunciou medidas de regularização que poderiam beneficiar centenas de milhares de pessoas.

Trump e seus aliados geralmente dizem que distinguem entre pessoas que entram ilegalmente e pessoas que entram legalmente. Mas durante seu governo, Trump também propôs restrições à imigração legal, como vistos familiares e o programa de lotaria de vistos.

Logo depois de assumir em 2017, ele emitiu a ordem executiva “Buy American and Hire American”, orientando os membros do Gabinete a sugerir reformas para garantir que os vistos de negócios fossem concedidos apenas aos candidatos mais bem pagos ou mais qualificados para proteger os trabalhadores americanos.

Ele anteriormente já disse que o programa H1-B, o popular visto de trabalho, comumente usado por empresas para contratar trabalhadores estrangeiros de forma temporária – um programa que ele já usou no passado – era “muito ruim” e usado por empresas de tecnologia para contratar trabalhadores estrangeiros com salários menores.

Durante a conversa com All-In, Trump culpou a pandemia por não ter conseguido implementar essas medidas enquanto era presidente. Ele disse que conhece histórias de pessoas que se graduaram nas melhores universidades e querem seguir nos Estados Unidos, mas não conseguem obter vistos, sendo obrigados a voltar para seus países de origem, especificamente citando Índia e China. Ele disse que eles voltam e se tornam multibilionários, empregando milhares de trabalhadores.

“Você precisa de um grupo de pessoas para trabalhar para sua empresa”, disse Trump. “E eles têm que ser pessoas inteligentes. Nem todo mundo pode ser menos que inteligente. Você precisa de pessoas brilhantes.” Com informações de Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 222

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA