18.5 C
Vitória
quinta-feira, 9 julho, 2020

Obra traz trajetória dos gestores da nação

Leia Também

ES registra mais de 58 mil pessoas confirmadas com o novo coronavírus

Destes, 39.609 já estão curados. O número de mortes também subiu nas últimas 24 horas. São 1.911 óbitos, ante os 1.879 de ontem (07). O índice de letalidade está em 3,26%.

Provas do Enem serão realizadas em janeiro de 2021

O anúncio foi realizado por meio de coletiva de imprensa, que contou com a presença do secretário-executivo do Ministério da Educação (MEC), Paulo Vogel, e o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes.

Vendas de veículos novos apresentam retração em maio

Já no acumulado dos cinco meses de 2020, os 21.187 veículos emplacados registraram 25,98% abaixo do resultado verificado no mesmo período do ano passado, quando foram  vendidas 28.624 unidades.

Mais recursos para atendimento a pessoas em situação de rua

De acordo com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes), a verba será doada pelo governo estadual, que repassará R$ 376,2 mil para a realização de ações em três meses.

O livro do autor José Eugênio Vieira reúne a biografia de gestores do Brasil e do Espírito Santo 

Contar a história dos gestores do Brasil e do Espírito Santo e como cada um contribuiu para o desenvolvimento social e da economia é a proposta do livro “Uma Viagem na História do Poder – Os Formadores da Nação Brasileira”, lançado nesta quinta-feira (27), na Biblioteca Pública do Espírito Santo, na Enseada do Suá, Vitória.

Na obra, o autor José Eugênio Vieira, que também é colunista de ES Brasil, reuniu biografias sumarizadas dos gestores do país desde o Império à República, até o 34º presidente Michel Temer, sem deixar de lado a história dos governadores e dos senadores capixabas, entre os anos de 1826 e 2016.

O autor do livro José Eugênio Vieira. – Foto: Renato Cabrini

“A iniciativa de escrevê-lo começou a partir de uma conversa que tive com um ex-estudante de História da Ufes. A partir daí, decidi fazer uma pesquisa mais profunda sobre a gestão de cada um deles e chamar atenção para cada trabalho realizado”, contou Vieira.

Por meio de fotos, memórias, cartas reunidas em bibliotecas, acervos nacionais, e demais locais que guardam documentos importantes da época colonial, o autor trata o valor histórico acerca dos gestores que marcaram o desenvolvimento político do Brasil.

“Quis mostrar neste livro que caráter independe de riqueza. Na República Nova, por exemplo, 15 dos presidentes trabalharam na roça, mas tiveram a oportunidade de estudar, se especializar, e trazer seus valores que são lembrados até hoje”, destacou o autor.

Senado capixaba

José Eugênio disse que a obra levou aproximadamente 5 anos para ser concluída, mas não poderia deixar de mencionar quem comandou o Espírito Santo. Segundo ele, as pesquisas foram longas, mas apenas o primeiro dos senadores capixabas, o padre Francisco dos Santos Pinto, é o único que não se tem muitos registros.

“Anteriormente os senadores capixabas eram escolhidos pela Corte no Rio de Janeiro. Com isso, eles não vinham ao Estado para nada. Fui à Igreja da Candelária, onde ficam os registros dos religiosos, em outros locais que guardam documentos históricos, mas pouco se sabe sobre essa personalidade”, ressaltou Vieira.

Por meio das memórias, uma das mais importantes bases da nossa identidade, o autor busca com um livro didático e muito ilustrado e que mantenha o interesse do leitor. “O público capixaba estará bem servido com o livro. É um resgate que vai ajudar muito nas escolas, pegando informações contundentes e com base histórica”, finalizou o autor.

Quem é o autor do livro?

José Eugênio Vieira possui longa carreira na gestão pública. É bacharel em Economia, pósgraduado em Planejamento Agrícola pela Fundação Getúlio Vargas do Rio de Janeiro, e pelo Instituto Agronômico de Montpellier, na França. Em 1979, participou de uma residência no Ministério da Agricultura em Paris.

Atuou no Bandes e na Caixa Econômica Federal. Também foi diretor de atendimento do Sebrae, até assumir a superintendência na gestão anterior.

Com oito livros publicados, com diversos temas relacionados à história administrativa, política e econômica de municípios capixabas, além de finanças públicas e heranças familiares, José Eugênio se prepara para lançar mais um sobre a história do município de Guaçuí.

Confira a Galeria de fotos:

 

Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vendas do varejo sobem 13,9% em maio ante abril, revela IBGE

As vendas do comércio varejista ampliado acumularam queda de 8,6% no ano e redução de 1% em 12 meses. Confira! Por Daniela Amorim (AE) As vendas...

Sicoob ES vai liberar R$ 200 milhões para produtores de café

O volume será disponibilizado mais cedo este ano, neste mês, como uma medida do Ministério da Agricultura para apoiar o setor neste momento de pandemia.

Dia Mundial do Chocolate: destaque na produção da matéria-prima no ES

O Espírito Santo produz cerca de oito mil toneladas de cacau por ano. Isso porque o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) apoia os agricultores, fomentando a produção de cacau no território capixaba.

Ministérios defendem venda de refinarias após Congresso pedir bloqueio

Pastas da Economia e de Minas e Energia emitiram nota. Saiba mais!  A privatização de refinarias da Petrobras encontra aval em decisões recentes do Supremo...

Vida Capixaba

Shopping Vitória realiza liquidação virtual nesta semana

A RED TAG (etiqueta vermelha), uma liquidação virtual dentro da Vitrine SV, entre os dias 8 e 10 de julho.

Webinar aborda a construção em aço na era da Indústria 4.0

A webinar “Construção em aço na era da Indústria 4.0”, que será realizada nesta quinta-feira (09), a partir das 17 horas.

Como fica o tempo nesta semana no Espírito Santo? Veja!

De acordo com o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), a previsão é de poucas nuvens e sem chuvas nas regiões capixabas.

Centro de Quarentena começa a funcionar em Vitória

A previsão é acolher cerca de 800 pessoas até o fim do ano. E para atender os pacientes, foi montada uma equipe com 44 profissionais, entre assistentes sociais, técnicos de enfermagem, entre outros.
Continua após publicidade