22.9 C
Vitória
quinta-feira, 21 outubro, 2021

Solenidade restrita marca celebração do dia 7 de setembro no ES

Durante a solenidade, foi feito um minuto de silêncio em homenagem às vítimas da Covid-19. Saiba mais!

Por Victor Rodrigues 

O Governo do Estado realizou, na manhã desta terça-feira (07), o evento de Independência, em solenidade restrita no 38º Batalhão de Infantaria do Exército, na Prainha, em Vila Velha. Em decorrência da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), a festividade não contou com a presença do público.

O governador do Estado, Renato Casagrande; a vice-governadora Jaqueline Moraes; e o prefeito de Vila Velha, Arnaldinho Borgo, hastearam as bandeiras do Brasil, do Espírito Santo e do município, respectivamente. Durante a solenidade, foi feito um minuto de silêncio em homenagem às vítimas da Covid-19.

Helicópteros do Núcleo de Operações e Transporte Aéreo (Notaer), da Secretaria da Casa Militar (SCM), sobrevoaram o 38° BI e um militar do Corpo de Bombeiros desceu de rapel até uma embarcação, simulando um atendimento de resgate e acessou o local da cerimônia trazendo uma faixa com os dizeres: “Obrigado aos profissionais da saúde”. Nesse momento, duas enfermeiras do Hospital da Polícia Militar (HPM) se posicionaram ao lado da faixa.

Na sequência, os representantes do Exército Brasileiro, da Marinha do Brasil e do Corpo de Bombeiro conduziram a tocha com o Fogo da Independência, que foi entregue ao governador Casagrande para o acendimento da Pira da Independência.

Em seguida, quatro helicópteros do Notaer, com as bandeiras do Brasil e do Espírito Santo, se posicionaram à frente das autoridades e prestaram continência ao governador. Os helicópteros sobrevoaram as orlas de Vila Velha e Vitória.

Casagrande falou sobre a importância do 7 de setembro e disse que acredita no retorno do desfile aberto ao público no próximo ano.

“É o segundo 7 de setembro que a gente faz de forma mais rápida e controlada, mas é importante lembrar essa data e tudo o que conquistamos e ainda vamos conquistar. Queremos um País com equilíbrio, com cultura de paz e um projeto para toda a população. Hoje é um dia para refletirmos em busca de um país mais igual para todos. Se Deus quiser e tenho confiança nisso, ano que vem teremos um 7 de setembro com nossas escolas nas ruas, alimentando o amor que temos com a nossa Nação”, destacou o governador.

Responsável pela organização da solenidade de 7 de setembro, o secretário-chefe da Casa Militar, Coronel Aguiar, lembrou da importância da data no contexto em que vivemos. “A Independência se ressignifica na priorização pelo direito à vida, representado pelo necessário avanço da cobertura vacinal, a consequente diminuição do número de casos da Covid-19 considerados graves, e, também, a cada vez mais acentuada retomada de nossas atividades em sociedade”, declarou.

Autoridades presentes

Também estiveram presentes na solenidade, os secretários de Estado, Coronel Alexandre Ramalho (Segurança Pública e Defesa Social), Tyago Hoffmann (Inovação e Desenvolvimento), Marcelo Paiva (Justiça) e Vitor de Angelo (Educação);

Ademais, o comandante do 38° BI, o tenente coronel Rodrigo Penalva; o comandante da Capitania dos Portos, capitão de Mar e Guerra, Washington Luiz de Paula Santos; o comandante da Escola de Aprendizes de Marinheiro, capitão de Fragata, Marcio Hecksher Stallone; o superintendente da Polícia Rodoviária Federal no Espírito Santo, Amarilio Luiz Boni; o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Douglas Caus; o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Alexandre Cerqueira; o senador Marcos Do Val; o deputado estadual Coronel Alexandre Quintino; e o prefeito de Cariacica, Euclério Sampaio.

Com informações do Governo do Estado 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade