22.7 C
Vitória
segunda-feira, 2 agosto, 2021

Sergio Ramos deixa Real Madrid após 16 anos

Chegou ao fim a passagem vitoriosa e histórica de Sergio Ramos no Real Madrid. Nessa quinta-feira (17), o zagueiro e capitão se despediu do clube após 16 temporadas e 22 títulos.

“É um dos momentos mais difíceis da minha vida. Nunca se está preparado para dizer adeus ao Real Madrid, mas chegou a hora”, disse Sergio Ramos, enxugando as lágrimas.

O jogador teria até o dia 30 de junho para renovar seu vínculo com o clube, mas optou por não exercer a opção, e ficará livre no mercado já a partir do próximo mês. Segundo a imprensa espanhola, o Real ofereceu uma redução salarial de 10%, mas o atleta desejava que o novo contrato tivesse duração de mais duas temporadas.

De acordo com a imprensa da Espanha, o técnico Carlo Ancelotti, contratado para substituir Zinedine Zidane, teria tentado demover o defensor da ideia de sair, mas não teve êxito.

Durante a última temporada, Sergio Ramos foi especulado no Paris Saint-Germain, que busca reforçar a zaga. Apesar de não indicar que iria para o clube francês, o ídolo espanhol também não negou os rumores.

Contratado na temporada de 2005/2006 junto ao Sevilla aos 19 anos, Sergio Ramos jogou 671 vezes e marcou 101 gols com a camisa do Real Madrid. Ele começou sua trajetória como lateral-direito, mas depois passou a jogar como zagueiro e também teve sucesso na posição, tornando-se capitão do time e referência dentro e fora de campo.

Sergio Ramos deixa o Real Madrid como um dos grandes ídolos da história da equipe madrilenha. Ele encerra sua trajetória em Madri após 16 anos, 671 partidas oficiais e 22 títulos. Apenas Paco Gento ganhou mais taças com o time do que o jogador de 35 anos.

Ele deixa o clube merengue depois de vencer quatro vezes a Liga dos Campeões, cinco vezes o Campeonato Espanhol, quatro vezes o Mundial Clubes, duas Copas do Rei, três Supertaças Europeias e quatro Supercopas Espanholas.

Ele é o zagueiro com mais gols na história do Real Madrid e o quarto jogador com mais jogos, atrás de Raúl González, Iker Casillas e Manolo Sanchís.

A despedida de Ramos vem após temporada com menos destaque e mais lesões. Ele atuou somente por 1.790 minutos em 21 partidas. O zagueiro não foi convocado pelo técnico Luis Enrique Martínez para a disputa da Eurocopa com a seleção espanhola.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade