24.8 C
Vitória
segunda-feira, 28 setembro, 2020

Menores deixam de comer e de dormir para usar internet

Leia Também

Campanha das eleições municipais começa neste domingo

A partir deste domingo (27) as Eleições Municipais 2020 entram em uma nova etapa, com o início da campanha aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador. Os candidatos estarão liberados, por exemplo, a pedir votos e divulgar propostas nas ruas, na internet e na imprensa escrita.

Volta às aulas: Fim das restrições às aulas presenciais

O anúncio foi feito pelo Governador do Espirito Santo, Renato Casagrande, durante uma videoconferência na tarde dessa sexta feira (25)

Ocupação de UTIs tem risco baixo em 17 estados e intermediário no Espírito Santo

Aumentou de 15 para 17 o número de estados em que a taxa de ocupação de unidades de terapia intensiva para covid-19 é considerada de alerta baixo (menor que 60%) no boletim Observatório Fiocruz Covid-19, divulgado hoje (25).

Controle parental pode ser alternativa para monitorar tempo que os menores passa na web

Usar internet é natural para quase todas as classes sociais e idades. Cerca de 80% das crianças entre 9 e 17 anos estão conectadas à internet, sendo 97% nas classes sociais A e B, 85% na classe C e 51% nas classes D e E. Os dados são da Tic Kids Online-Brasil, pesquisa realizada pelo Comitê Gestor da Internet (CGI). O levantamento mostra ainda que 66% das crianças acessam a internet mais de uma vez por dia, principalmente pelo celular (83% dos entrevistados usam smartphones na hora de se conectar).

No que diz respeito a saúde, o tempo gasto ao celular pode ser prejudicial, já que 21% das crianças e adolescentes deixam de comer ou dormir por causa da internet e 17% dos entrevistados já fizeram buscas sobre formas de emagrecer.

Para os especialistas da Sociedade Brasileira de Pediatria, o ideal é limitar o tempo de exposição às mídias ao máximo de uma hora por dia, isso para crianças entre 2 a 5 anos de idade. Com relação aos adolescentes é preciso ficar de olho e não deixá-los isolados nos seus quartos ou permitir que ultrapassem as horas saudáveis de sono para ficar na internet.

Para auxiliar os pais nesse controle, principalmente entre os adolescentes, alguns aplicativos podem ajudar bastante. É o caso do app desenvolvido pela startup AppGuardian. Disponíveis para Android e IOS (apenas na versão pais), ele possibilita que os pais verifiquem a localização dos filhos em tempo real, bloqueiem o acesso a aplicativos no celular e ainda tenham um relatório do tempo gasto no Youtube e demais redes sociais. Outra funcionalidade que pode auxiliar na organização da rotina é o Tempo de Tela. Com ela os responsáveis conseguem determinar quanto tempo querem que os filhos fiquem à frente das telinhas de forma personalizada.

“Nossa ideia é facilitar o dia a dia das famílias, possibilitando mais tranquilidade aos pais na hora de lidar com a rotina digital dos filhos. Sabemos que essa geração já nasceu conectada e encontrar o equilíbrio não é fácil, portanto, nada melhor que a tecnologia para ajudar os pais a se conectarem com os filhos”, conta Luiza Mendonça, CEO do AppGuardian.


LEIA TAMBÉM
- Publicidade -

Matérias relacionadas

Campanha promove dia d de vacinação contra sarampo e influenza neste sábado em SP

A vacinação acontece até o dia 31 de agosto, e é direcionada ao público de 6 meses a 49 anos de idade.

Crianças estão deixando de ir a consultas e tomar vacinas durante pandemia

Segundo o levantamento da Febrasgo, 61% dos pediatras relataram queda acentuada no número de consultas e 73% disseram que as crianças deixaram de ser vacinadas no período da pandemia

Sintomas de fibromialgia podem ser acentuados durante isolamento

Uma dor perturbadora. Assim é definida a fibromialgia por aqueles que sofrem dessa doença. A síndrome que atinge cerca 2,5% da população brasileira, segundo a...

Pesquisadores vão estudar medicamentos para HIV e hepatite C contra covid

No estudo, os pesquisadores querem verificar a eficácia dos tratamentos para reduzir a carga viral

Ainda não há vacina para covid-19 e não sabemos se a teremos em 6 meses, diz Opas

Questionado sobre a vacina desenvolvida pela AstraZeneca, Barbosa lembrou que ela está na fase 3 de ensaios clínicos

Estado de São Paulo ultrapassa 700 mil casos da covid-19

Em relação aos óbitos, o Estado tem 26.889 mortes pela doença, 47 registrados em 24 horas

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Agências da Caixa não abrem neste sábado

Diferentemente das últimas três semanas, as agências da Caixa Econômica Federal não abrirão neste sábado (26) para saques do auxílio emergencial e do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Economia: pedidos de seguro-desemprego caem 11,6% na 1ª quinzena de setembro

O custo de cada parcela adicional é estimado em R$ 8,35 bilhões, segundo cálculos da equipe econômica obtidos pelo Broadcast

‘Vamos fazer programa de substituição tributária’, diz Guedes

Ricardo Barros (PP-PR), afirmou ainda que não haverá aumento de carga tributária na proposta de reforma que o governo construirá

Conab avalia que Brasil terá segunda maior safra de café em 2020

O 3º Levantamento da Safra 2020 de Café, divulgado hoje (22), em Brasília, pela Companhia Nacional do Abastecimento (Conab), foi estimado em 61,6 milhões...

Vida Capixaba

Doenças tireoidianas no idoso e a associação entre Covid-19 e a tireoide fazem parte de evento científico

De 30 a 31 de outubro ocorrerá o 19º Encontro Brasileiro de Tireoide (EBT), pela primeira vez online, em razão da pandemia da covid-19....

Cirurgia inédita no Estado para tratar tumores de pulmão

O procedimento é inovador! Chamado de lobectomia uniportal por vídeo, o procedimento será realizado no dia 26 de setembro. 

Farol Santa Luzia e Igreja do Rosário são reabertos com novas regras de visitação

A reabertura dos pontos turísticos capixabas acontece aos poucos e na última quarta feira (23) mais dois, localizados em Vila Velha, reabriram para visitação depois de ficarem fechados por meses, em consequência da pandemia do novo Coronavírus.

Difícil controlar o estresse na pandemia?

Na semana em que se comemora o dia Dia Mundial de Combate ao Estresse (23) resultados de estudos comprovam que nos últimos seis meses, devido à pandemia do COVID, a demanda por medicamentos para estresse, depressão e insônia, aumentou.
Continua após publicidade