21.9 C
Vitória
quarta-feira, 19 junho, 2024

São Paulo bate Águia de Marabá em partida da Copa do Brasil

Escalado com um time todo reserva, do goleiro ao atacante, o time paulista jogou parte da partida com um atleta a mais e contou com dois gols de Juan

O São Paulo usou a cabeça para derrotar o frágil Águia de Marabá e abrir importante vantagem no duelo da terceira fase da Copa do Brasil, competição da qual é o atual campeão. Escalado com um time todo reserva, do goleiro ao atacante, o time paulista jogou boa parte da partida com um atleta a mais e contou com duas cabeçadas certeiras do jovem Juan, além de um gol do veterano Luiz Gustavo, para superar o rival paraense por 3 a 1, no Mangueirão, em Belém. Com isso, encaminhou a vaga às oitavas de final do torneio em que busca o bi.

O técnico argentino Zubeldía comemora duplamente o resultado, pois, com sua estratégia bem-sucedida, descansou seus principais jogadores para a desgastante sequência de jogos na temporada e viu os suplentes corresponderem, inclusive o criticado Juan, personagem da partida.

- Continua após a publicidade -

Outro personagem do confronto em Belém foi o árbitro de vídeo Pablo Ramon Goncalves Pinheiro, responsável pelo árbitro de vídeo. Intervencionista, o VAR quis aparecer mais que os jogadores. No comando da ferramenta, Pablo Ramon, que pertence ao quadro de árbitros da Fifa, recomendou o cartão vermelho ao atacante Wander por ter acertado o pé no rosto de Patryck.

Arthur Gomes Rabelo, um juiz jovem, havia mostrado o amarelo, mas foi ao monitor de vídeo e mudou sua opinião. Apresentou o vermelho e deixou os donos da casa com um a menos em campo. Depois, na etapa final, o VAR um viu um pênalti em Michel Araújo, mas o juiz não entendeu assim depois de outra vez ir ao vídeo e deixou o jogo rolar.

Nem precisou fazer força o São Paulo para deixar o Mangueirão com a vitória. O time tricolor foi inteligente e explorou as evidentes limitações técnicas do rival de Marabá, que disputa a Série D do Campeonato Brasileiro. Mas a vitória veio com sustos. Foi conquistada de virada, pois quem abriu o placar foram os donos da casa, graças a um potente chute do lateral-esquerdo Wender, que Jandrei tentou, mas não conseguiu defender.

O gol saiu aos 34 minutos. Àquela altura, o Águia já estava com dez em campo. O plano, claro, era se fechar para assegurar a vitória em casa. Mas não foi possível. A estratégia foi desmantelada rapidamente pois a reação são-paulina foi ligeira. Juan o gol de empate aos 36 e o da virada, aos 40. As duas jogadas foram muito semelhantes. Em ambas as ocasiões, o jovem atacante concluiu de cabeça para o gol cruzamentos que vieram da direita, dos pés de Galoppo e Erick.

Ex-volante da seleção brasileira, Luiz Gustavo reforçou que está à vontade no São Paulo. Saiu de seus pés o terceiro gol, que sacramentou o resultado no Mangueirão. O experiente jogador acertou um violento arremate para vencer o goleiro Axel. Depois disso, coube aos visitantes administrarem a vitória, o que foi feito com tranquilidade. Zubeldía aproveitou os minutos finais para dar rodagem a outros atletas, como os garotos Rodriguinho e William Gomes.

Paulistas e paraenses voltam a se enfrentar dia 22 deste mês, uma quarta-feira, no MorumBis. O São Paulo pode até perder por um gol que, ainda assim, segue às oitavas de final. Para se classificar, o Águia de Marabá tem a quase impossível missão de vencer por três gols de diferença na capital paulista. Quem se classificar, desembolsará R$ 2,2 milhões. Com informações Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA