25 C
Vitória
sábado, 4 abril, 2020

São Mateus: um sítio para lá de histórico

Leia Também

Covid-19 no Brasil: 432 mortes e mais de 10 mil casos confirmados

Balanço do Ministério da Saúde divulgado neste sábado (4) aponta para 73 novos óbitos no país em razão da covid-19 O balanço dos casos de...

Como proteger o fluxo de caixa em tempos de pandemia?

O que vem pela frente, agora, são os debates sobre a possibilidade de os empresários usarem o argumento de força maior.

Filme sobre o novo coronavírus já está pronto. Veja o trailer!

“Corona” é o nome do longa que será lançado em breve.O filme conta a história de sete pessoas presas em um elevador e uma delas está infectada.

Apresentação do comprovante de multa eleitoral deixa de ser obrigatório

O sistema elo evita que os eleitores precisem ir aos cartórios eleitorais para comprovar o pagamento de multas eleitorais.

Quem acha que São Mateus se resume a carnaval em Guriri, o principal balneário do município, está bem enganado. Apesar de se destacar pelo fortíssimo turismo, a região reserva um lindo sítio histórico, primeiro tombamento realizado pelo Conselho Estadual de Cultura, em 1976


Trata-se de um conjunto arquitetônico, composto por 33 edifícios, casas térreas e sobrados, que se desenvolveu às margens do Rio Cricaré, em torno de uma grande praça portuária.

Mas a cidade foi edificada sem simetria e um pouco distante do rio, seguindo os padrões urbanos de vilas portuguesas. Se você olhar a praça de longe, vai entender bem do que estou falando.

História

Por volta de 1751, a região era uma província que pertencia à Comarca de Porto Seguro, cidade da Bahia. Assim, tornou-se uma vila, simples, sem muitas riquezas. As ruas passaram a ser medidas, e a única construção que se tinha conhecimento era a Igreja Matriz, situada na praça principal do município e que até hoje se mantém com a estrutura original, recebendo reparos ao longo do tempo.

São Mateus era vista como uma localidade promissora por se dedicar à produção de farinha de mandioca, cana-de-açúcar e cereais e à exploração de madeira. Por isso, começou a ser colocada ao patamar de vilarejo de aristocratas que iniciaram as obras de casarios cada vez mais bonitos. Quanto mais quartos, mais rica era a família.

A área próximo ao porto era o principal núcleo de atividades da população. Além disso, os moradores trouxeram arquitetos portugueses para edificarem a maioria dos casarões, que mantêm suas características arquitetônicas ainda na atualidade.

Mas foi a partir de 1938 que tudo mudou, com a construção da estrada que liga Linhares a São Mateus. Isso fortaleceu ainda mais as atividades econômicas, porém o transporte aquático, antes intenso, foi perdendo força, e as grandes casas comerciais se mudaram para a cidade alta.


Outros atrativos do roteiro histórico?

Você pode estar se perguntando: o que mais faz parte desse centro histórico para ser conhecido em São Mateus? Existem muitos monumentos,
como o Museu Eclesiástico da Arte Sacra, a Catedral de São Mateus, a Igreja de São Benedito ou a Biquinha, construída em 1880, um reservatório de água potável recolhida de várias nascentes na Avenida Cricaré. Mas vamos aos destaques:

Foto: Divulgação

Igreja Velha

Um dos monumentos mais antigos de São Mateus não pode deixar de ser visitado, pois guarda uma história interessante em sua estrutura. Projetada pelos jesuítas no século XIX, a igreja começou a ser construída por escravos com argamassa de óleo de baleia e cal. Em 1853, por decisão da Câmara Municipal, a obra foi paralisada e nunca mais concluída.


Foto: Divulgação

Igreja Matriz

Localizada na praça principal do município, foi a primeira construção levantada na cidade. O templo religioso foi edificado pelos jesuítas em 1794 e agrega diferentes estilos arquitetônicos, que passam pelo colonial, neoclássico e rococó, entre outros, resultado das várias reformas ao longo do tempo. Infelizmente, em 1949, sofreu um incêndio no altar-mor, que exigiu a restauração desse espaço e a pintura da obra “Os Anjos da Matriz”, produzida pelo artista mateense Ciro Sodré. Na parte superior da torre está o túmulo de Dom José Davit, primeiro bispo de São Mateus.


Foto: Divulgação

Museu Municipal

Você sabia que a pequena casa marrom abrigava a cadeia do município até metade do século 20 e a sede municipal até a década de 1980? O local foi construído em 1794 e era dividido em dois espaços. Já o museu está instalado por lá desde 2001. Na parte de baixo, onde funcionava a cadeia, estão expostos peças da época da escravidão, resquícios da presença de indígenas na região e utensílios desse povo, como urnas funerárias de cerâmica de origem tupi, além de ferramentas e outras antiguidades. Na parte de cima, onde funcionava a Câmara Municipal, estão móveis, louças e quadros que contam a história da cidade e da cultura da região.


Foto: Hiquias Darcley

Mercado Municipal

Ir a São Mateus e não passar pelo principal mercado do município é inaceitável. Lá é um verdadeiro ponto de encontro de gastronomia, pessoas interessantes e boa música. O espaço foi construído na década de 1960 e já passou por muitas reformas, recebendo alguns mosaicos que retratam a cultura e a economia locais.


Como chegar: da capital Vitória, siga pela BR-101. Na rotatória, pegue a primeira saída e mantenha-se na BR-101. Vire à direita na ES-315, depois passe pela BR-381.

Publicidade

ES Brasil Digital

ES Brasil 174
Continua após publicidade

Fique por dentro

Como proteger o fluxo de caixa em tempos de pandemia?

O que vem pela frente, agora, são os debates sobre a possibilidade de os empresários usarem o argumento de força maior.

5 vantagens que a atividade física traz ao mercado de trabalho

Exercícios físicos podem ajudar as pessoas a terem uma vida mais prazerosa e crescerem profissionalmente Com a correria do dia a dia, muitas pessoas entram...

Venda de imóvel? Saiba o que é lucro imobiliário e o impacto no IR

O ucro imobiliário se configura quando o proprietário vende um imóvel por um valor mais alto do que comprou. Veja os impactos causados no IR.

Coronavírus pode reduzir exportações em US$ 18,6 bi, informa CNI

A projeção inicial foi baseada na estimativa de que o PIB global encolherá 1,1% em 2020. A quantidade exportada deve cair 56 milhões de toneladas.

Vida Capixaba

Filme sobre o novo coronavírus já está pronto. Veja o trailer!

“Corona” é o nome do longa que será lançado em breve.O filme conta a história de sete pessoas presas em um elevador e uma delas está infectada.

Confira a previsão do tempo para o fim de semana!

O tempo ficará instável neste fim de semana, segundo o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper).

Semana Santa marcada pela tradicional torta capixaba

A tradicional Torta Capixaba, um dos pratos mais tradicionais da época, será vendida nos estabelecimentos, apesar da crise causada pelo novo coronavírus.

Tempo: o que esperar para abril?

O mês de abril será marcado por temporais, chuvas volumosas e potencial para alagamentos. O mês começa com alerta e situação de perigo para chuvas fortes.
Continua após publicidade