Salão do Imóvel deve movimentar mais R$ 99 milhões até 2012

Negu00f3cios realizados durante e apu00f3s o evento podem chegar a R$ 180 milhu00f5es

Negu00f3cios realizados durante e apu00f3s o evento podem chegar a R$ 180 milhu00f5esO 18º Salão do Imóvel Ademi-ES continua promovendo negócios mesmo após o seu término. O evento, realizado entre de 21 a 25 de setembro, pode movimentar R$ 99 milhões até o primeiro semestre de 2012, totalizando R$ 180 milhões em negócios fechados. A apresentação dos resultados para expositores e a imprensa aconteceu nesta terça-feira (18) e trouxe outros aspectos importantes para o mercado imobiliário no Estado.

Foi registrado em 2011 o aumento do tíquete-médio (preço médio) das unidades. O valor passou de 165 mil, em 2010 para 183 mil na edição deste ano. Essa tendência também foi confirmada pelo crescimento da renda familiar, principalmente acima dos R$ 6 mil, que saltou de 21,3% para 30,5% este ano.

Vendas

Também cresceu o volume de negócios fechados durante e após o Salão. Em 2010, 20,7% tomaram decisão de compra junto aos expositores que participaram do evento; já este ano, a porcentagem saltou para 33,6%. A motivação de compra ainda continua sendo para moradia própria: 87,2%. Mas houve uma presença significativa de investidores, já que a cada 10 compradores, um era investidor. Em Vitória, permaneceram os bairros Jardim Camburi e Jardim da Penha, com atenção para Bento Ferreira, em terceiro lugar, que teve aumento na procura.

Na Serra, o quadro permanece, com Laranjeiras liderando entre os bairros mais procurados, com 44,9%, seguido de Jacaraípe e Manguinhos. Em Vila Velha, houve uma inversão dos dois mais procurados: Itaparica, impulsionado pela quantidade de lançamentos e preços mais convidativos, foi o bairro mais demandado do município durante o Salão, com 41,2%, seguido de Itapoã e Praia da Costa.

Novidades

Na edição 2011, a Pesquisa de Demanda incluiu uma segmentação voltada exclusivamente para as empresas administradoras de condomínio, em função do Núcleo de Administradoras existente na Ademi-ES. A iniciativa irá contribuir para um aumento das informações sobre o setor imobiliário.

Dos entrevistados, 80% afirmou ser importante a ter uma administradora no condomínio. Enquanto isso, 37% desse público mora em apartamento e 4% em condomínio de casas. Desse total, 67% considera importante a atuação de uma administradora.

Outra novidade foi a avaliação da satisfação do visitante com o Salão do Imóvel, que até o ano passado, era verificada apenas junto aos expositores. De forma geral, o resultado foi bastante positivo, já que 20% respondeu que o Salão superou as expectativas e 69% que teve suas expectativas atendidas.
A íntegra da pesquisa poderá ser acessada pela internet, pelo endereço: www.salaodoimovel.com.br.

Números em destaque:

R$ 180.317.527 em negócios realizados antes e depois do Salão
R$ 81 milhões de vendas concretizadas durante o Salão
R$ 99.317.527 em vendas, prospectadas no Salão, que serão fechadas até o primeiro semestre de 2012
R$ 183.726 é o valor do tíquete-médio (preço médio) dos imóveis
1/3 dos visitantes está na faixa de renda familiar acima de R$ 6 mil
63% ainda não possui imóvel próprio
87% deseja comprar imóvel para moradia própria
78% dos visitantes pretendem utilizar financiamento bancário
8% dos visitantes desejam pagar à vista

Conteúdo Publicitário
Compartilhe

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome