Serra é agro. Serra é agroturismo, lazer e gastronomia e muito mais.

Serra é agro. Serra é agroturismo, lazer e gastronomia e muito mais.

Ter um dia agradável de lazer, gastronomia incrível, lugares diferentes, ambiente rural. Você acha que estamos falando de uma viagem ao interior? Não. Existe um potencial turístico gigante bem próximo de sua “casa”. Conheça os “recantos encantados da Serra”. Ou você acha que só existe a praia no município?

É surpreendente perceber o quanto o agroturismo tem se fortalecido como atividade econômica e alternativa de lazer. Esse universo ainda pouco conhecido e explorado nos inspirou a criar a série Roteiros Metropolitanos de Agroturismo: Serra. E é exatamente isso que iremos apresentar nas matérias que começam a ser veiculadas hoje, diversas opções de empreendimentos que compõe roteiros cheios de quitutes e muita diversão.

O projeto é uma realização da ES Brasil (Next Editorial), com apoio da Prefeitura da Serra, e pretende mostrar a esse enorme grupo de potenciais turistas que buscam um lugar mais calmo para passar os finais de semana, que nem só de praias vive a Serra. Percorremos empreendimentos para apresentar cada um dos atrativos, além das belezas naturais da região, que por si só já valeriam o passeio.

O resultado é um surpreendente roteiro de diversão. Todo o conteúdo foi transformado nessa série. Então fique atento, a cada semana você terá acesso a opções diferentes e novidades. Cantinhos pra descobrir e se apaixonar. Textos, fotos e vídeos, curiosidades, tudo realizado com muito carinho pra te deixar com vontade de conhecer cada lugar.

Confira o vídeo especial que preparamos desse roteiro:

O IBGE estima que em 2017 o Espirito Santo chegou aos 4.016.356 habitantes. Desses, quase a metade vive nos municípios da Grande Vitória e a Serra é o mais populoso, com mais de 500 mil habitantes.

O município possui 4 rotas – Chapada Grande, Guaranhuns, Muribeca e Pitanga. Todas no interior e com diversos empreendimentos que oferecem diversão aos visitantes. Eles dispõem de propriedades rurais onde pode-se desfrutar das delícias da vida no campo.
Artesanato, culinária, pesque pague e trilhas ecológicas, passeio de pônei, cavalos e charretes, piscina, campo de futebol, aluguel do sítio para eventos são alguns dos atrativos. O melhor de tudo é que tem placas indicando como faz pra chegar. Isso já deixa a gente até mais tranquilo pra sair pra passear. A única preocupação será com a diversão e relaxamento.

Muitas dessas propriedades vendem produtos como queijos, plantas, doces, além de ter belas paisagens e proporcionarem aos visitantes o contato com a natureza. Por definição, agroturismo é um tipo de turismo realizado em casas particulares integradas em explorações agrícolas, que permite aos turistas o acompanhamento e conhecimento das atividades agrícolas. E é exatamente essa a experiência que a Serra nos proporciona.

Sítio Ouro Velho

Restaurantes são um dos destaques da região. Distribuídos nos circuitos de agroturismo oferecem refeições em forno a lenha, com pratos típicos e únicos. O Sitio Ouro Velho, no circuito Pitanga, primeiro que visitamos nesse projeto, é um desses recantos.
É só seguir pela BR 101 e ficar atento às placas que indicam a entrada para o Circuito Pitanga e, logo após sair da BR, você começará a ver as placas orientando para o Sítio Ouro Velho. Bem fácil e bem sinalizado. Você vai passar por dentro da comunidade de Pitanga, pela praça onde são realizadas a Festa de São Benedito e Nossa Sra. do Rosário, organizadas pela associação de congo da Serra.

A proprietária do sítio é a Suely, e quem recebeu nossa equipe foi a filha dela, a Mariana, que fez questão de apresentar todo o local e as curiosidades. Contou que há mais de 10 nos, um vendaval atingiu a região, muitas árvores caíram, outras foram arrancadas desde a raiz. Mas o melhor da história foi o que fizeram depois. Todas as árvores que tinham por lá, como cedro e abacateiro, foram aproveitadas para a decoração do local e para fazer as mesas.

A peculiaridade que envolve o início da história já é bastante interessante. Mas ainda é possível se surpreender mais. O local é muito aconchegante. Dentre as comidas deliciosas servidas no forno a lenha, algumas merecem destaque. Uma delas é o arroz de pato, servido todo domingo com pato ao molho pardo. Outra opção, carro chefe do restaurante, é o famoso bolinho de aipim recheado com queijo. Incrível! Ah, vale anotar que o aipim que eles usam para produzir os bolinhos e outras delícias é plantado lá mesmo!Depois do almoço, que tal descansar nas redes ou nas esteiras admirando a paisagem? Sim, eles tem redes e esteiras. Além disso, outros atrativos como balanços, gangorras e a tirolesa, que também faz sucesso com os adultos, complementam o local.

Hernandes Dias (foto), morador da Serra, conheceu o Sítio Ouro Velho e continua voltando sempre que pode. Para ele, é bom sair da cidade grande e encontrar um refúgio assim tão perto. “Uma pena que não é tão divulgado. As pessoas iriam adorar.”, garante Hernandes, que ainda destaca o excelente atendimento e a comida deliciosa como alguns dos principais fatores que a fazem retornar.

Mas esse é só um dos empreendimentos. Ainda tem muitos outros locais que iremos te apresentar. São ótimas opções para um dia de sol e diversão com a família. E o melhor, bem pertinho de casa. Pode apostar que também irá se surpreender com os atrativos dos Circuitos de Agroturismo da Serra.

As fotos ficaram tão incríveis que fizemos essa galeria pra você não perder nenhum detalhe. Esperamos que gostem! Até semana que vem!

Como chegar ao Sítio Ouro Velho
Conteúdo Publicitário