21.8 C
Vitória
quinta-feira, 13 agosto, 2020

Roleta russa na educação

Mais Artigos

Baixa da Selic: duas novas realidades

Em tempos de economia normal, a queda do preço do dinheiro básico permite que todos tenham maior acesso ao crédito, e com isto, compram, vendam e produzam mais.

Quando a autofalência é a melhor opção

É preciso destacar que no Brasil uma empresa não pode simplesmente deixar de funcionar. Deve haver o “correto encerramento” das atividades.

Iluminação pública: Vila Velha saiu na frente!

Com essa conquista Vila Velha torna-se o primeiro município do Estado a ingressar num seleto grupo de cidades brasileiras que já viram ser este o melhor caminho para uma modernização estrutural

As escolhas de Guedes

A pandemia da covid-19 explicitou a precariedade da estrutura das políticas sociais do País Por Arilda Teixeira O Ministério da Economia enfrenta situação singular: precisa garantir...

escola

 

A interrupção das aulas presenciais no início de 2020 impôs novos desafios à educação em todo o mundo

Por Leonil Dias

No Brasil, particularmente, esse cenário é ainda mais complexo, pois se acumula a problemas pré-existentes na área e a um quadro de extrema desigualdade socioeconômica.

Retomar as atividades nas escolas é, portanto, um tema sério e delicado, que exige soluções que preservem a saúde de alunos e profissionais, e reduzam o enorme vão que separa estudantes das classes sociais mais altas das mais baixas.

Recente documento publicado pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), o Todos pela Educação, revela que a volta às salas de aula é uma das maiores preocupações dos especialistas, tanto do ponto de vista pedagógico quanto prático.

A publicação analisou 43 estudos sobre lugares que já passaram por situações parecidas com a atual (epidemias, guerras e desastres), além da experiência de países que deixaram o isolamento mais rígido.

Um dos pontos que chama a atenção é o impacto emocional da pandemia sobre alunos e professores. Segundo o estudo, o momento atual deverá gerar traumas de várias naturezas, que tendem a intensificar os efeitos adversos na saúde mental dos envolvidos, aumentando, inclusive, a incidência de Síndrome de Estresse Pós-Traumático (SEPT).

O estudo aponta que cerca de 16% de jovens expostos a situações traumáticas desenvolvem SEPT e que esse percentual chega a 89% nos casos de traumas mais intensos (como a morte de familiares próximos). Por conta disso, é de se esperar que a saúde mental de alunos e profissionais da educação esteja bastante afetada no momento de volta às escolas, ainda que em diferentes formas e graus.

Outra forte conclusão da pesquisa é que, mesmo com ações de ensino remoto bem estruturadas, a suspensão temporária das aulas presenciais deverá criar lacunas significativas no aprendizado dos estudantes. Isso se deve, entre outras razões, ao fato de que o ensino totalmente a distância não é uma alternativa equivalente ao presencial e que nem todos os alunos e professores têm condições ideais de acesso a recursos tecnológicos.

Em Vitória, a Câmara de Vereadores discute a proibição da volta às aulas na capital capixaba, nas redes pública e privada, enquanto vigorar o decreto de calamidade pública devido à Covid-19. O debate defende que qualquer retorno, antes disso, coloca em sério risco a segurança e a saúde física e mental de alunos e profissionais.

Uma decisão, inclusive, alinhada a estudo publicado neste mês de julho pela Fiocruz. O relatório revela que países como Espanha, França e Holanda iniciaram a reabertura das suas escolas, mas somente diante de um número de casos muito abaixo dos registrados atualmente no Brasil. E ainda assim essa retomada tem sido feita de forma escalonada e cuidadosa.

O momento é, portanto, de preservarmos vidas e planejarmos uma volta segura e consciente. Até porque sabemos que não vamos retomar de onde paramos. O retorno às aulas presenciais exigirá um plano de ações criterioso, envolvendo diversas frentes, e demandará intensa articulação e contextualização. E mesmo agindo com estratégia e consistência, os impactos emocionais, físicos e cognitivos da crise deverão se prolongar por um bom período. Temos que nos antecipar e nos preparar para isso.

Por ora, expor nossos jovens e professores às salas de aula representa uma irresponsabilidade sem precedentes; uma verdadeira roleta russa na educação. Não podemos, em hipótese alguma, arriscar suas vidas no meio dessa pandemia.

Leonil Dias é vereador em Vitória

ES Brasil Digital

ESB 179 Digital
Continua após publicidade

Fique por dentro

Setores mais afetados pelo distanciamento social seguem deprimidos, diz BC

Ao avaliar o futuro da atividade econômica, o BC repetiu a ideia de que "a incerteza sobre o ritmo de crescimento da economia permanece acima da usual

Safra deste ano deve ser 3,8% superior à de 2019, prevê IBGE

A produção brasileira de cereais, leguminosas e oleaginosas deve fechar o ano de 2020 em 250,5 milhões de toneladas. Com informações da Agência BrasilCaso a...

211 vagas de emprego em Cariacica

Os munícipes têm a ajuda da Agência do Trabalhador, que esta semana está divulgando 211 vagas, sendo 55 são destinadas à Pessoa com Deficiência...

Estimativa para Selic no fim de 2020 permanece em 2,00% ao ano no Focus do BC

Os economistas do mercado financeiro mantiveram suas projeções para a Selic (a taxa básica da economia) no fim de 2020. O Relatório de Mercado...

Vida Capixaba

O Pequeno Príncipe traz poesia às telas em espetáculo ao vivo

Conhecido do público infantil e adulto, o conto ‘O Pequeno Príncipe’, do escritor francês Antoine de Saint-Exupéry, sai dos livros e chega aos palcos,...

Bike se populariza em tempos de coronavírus

Para fugir das lotações, dos atrasos e riscos de contaminação do transporte público, muitas pessoas se tornaram adeptas das bicicletas neste período Que táxi, que...

31ª Dez Milhas Garoto é adiada para 2021

Com a insegurança em relação a propagação do vírus do Covid-19 pelo Brasil, os principais players do mercado de eventos, feiras e congressos do...

Mostra on-line de arte e cultura em Vitória

A distância dos palcos não impediu que os alunos dos espaços culturais da Secretaria Municipal de Cultura (Semc) se apresentassem ao público em 2020. Durante...