Rio Benevente: a alma de Anchieta

Foto: Reprodução

A natureza preservada e a história de sua colonização tornam o município destino obrigatório para quem quer conhecer mais sobre Espírito Santo

Anchieta é uma das mais localidades antigas do Brasil. E essa experiência secular garante à cidade uma vasta cultura presente em seu povo, em suas festas e em suas construções. O município possui 23 lindas praias e o famoso Rio Benevente, além de destacar-se pelo agroturismo e pelo turismo religioso.

A cultura e a fé são marcantes na região, onde acontecem festas durante todo o ano. O Santuário Nacional de São José de Anchieta, copadroeiro do Brasil, é um dos mais antigos patrimônios do país. Lá é   possível expressar a fé ao padre peregrino e propagar a história dos jesuítas e da colonização local.

A gastronomia da cidade é riquíssima, com tempero típico da área e muita criatividade. Há diversos restaurantes, tanto próximos às praias, como pelo interior. Anchieta também é destaque em artesanato. Mãos habilidosas produzem lindas peças, principalmente com conchas e ostras.

O turista terá várias opções, tanto nas lindas praias quanto na serra, onde conhecerá um pouco da vida no campo. A maioria das localidades rurais foi colonizada por italianos e lá se fabricam massas, biscoitos, cachaça e outras delícias.

Rio Benevente

Área de preservação permanente, o Rio Benevente é um manancial de planície e de águas tranquilas. Sua foz, em forma de estuário, é um viveiro rico em material orgânico adequado à proliferação de crustáceos. Possui vegetação típica de manguezais, compondo igarapés de beleza singular. Os rios Salinas e Árerá completam a bacia hidrográfica do município de Anchieta.

Por sua característica, é ideal para trafegar em barcos e caiaques. O passeio pelo Benevente começa pelo porto da colônia de pesca, no qual são oferecidas embarcações com fins turísticos, promovendo um atrativo inesquecível pelos manguezais. A viagem dura cerca de duas horas para que o visitante conheça a fauna, a flora e a história da região.

O manguezal de Anchieta é um dos mais preservados do Estado. Com vários barcos e guias à disposição, os passeios permitem observar as ilhas de mangue e as belas revoadas das garças.

Várias embarcações com fins turísticos, promovem um atrativo inesquecível pelos manguezais. – Foto: Reprodução

Conheça o Rio Benevente

O município de Anchieta é banhado pelo Rio Benevente, que nasce na Serra do Castelo, numa altitude de 1.200 metros, ao sul com Domingos Martins e Marechal Floriano e norte com Alfredo Chaves. Possui um curso de 70 quilômetros até desaguar no Oceano Atlântico. Também tem importância histórica, por ter sido a porta de entrada dos imigrantes que desembarcaram no porto de Anchieta e subiram o rio para se instalar nas montanhas.

As conhecidas ruínas jesuíticas ficam à margem esquerda do Rio Salinas, afluente do Benevente. Destacam-se pela imponência das formas das 32 colunas, pela harmonia de suas proporções e pelo conjunto de pilares, alguns redondos e outros quadrados. A construção foi feita em alvenaria de pedra, com argamassa em óleo de baleia e conchas.

Acredita-se que a estrutura era uma antiga salina clandestina ou uma igreja, numa área de aldeamento indígena onde os jesuítas desenvolveram a catequese. Trata-se de um sítio arqueológico de grande valor histórico e turístico.

Outros circuitos turísticos:

IMIGRANTES

Entrada no portal de Alto Pongal, às margens da BR-101. Roteiro rural, com diversas agroindústrias, projetos “Cama e Café” e restaurante típico rural.

PRAIAS

Roteiro com praias pouquíssimas visitadas e bucólicas e também com outras mais urbanizadas, além de destinos ecológicos – acesso é pela estrada de Inhaúma (Iriri-Anchieta). Passa pelas praias Santa Helena, de Inhaúma, do Balanço, Marvila e dos Coqueiros.

CAMINHOS DE ANCHIETA

Parte municipal da trilha que São José de Anchieta fazia nos seus deslocamentos até Vitória. É possível comprar artesanato e catar conchas. O roteiro abrange a antiga estrada Ponta dos Castelhanos, o mirante Castelhanos, as praias Boca da Baleia, de Castelhanos, da Guanabara, de Parati, de Ubu e do Além, as lagoas Azul e de Mãe-Bá e o projeto de preservação de tartarugas IPCMar.

As ruínas também podem ser visitadas. – Foto: Reprodução

CULTURA E FÉ

Roteiro religioso e cultural, destinado a locais ricos em detalhes, peças e artefatos artísticos e sacros do século XVI. Podem ser visitados o Santuário São Jose de Anchieta, o museu, o sítio arqueológico, a Igreja da Penha, as escadarias, o centro histórico, o centro cultural, o colégio Maria Mattos, a Casa da Cultura e o poço Coimbra.

VALE VIVER CORINDIBA

Roteiro rural, em um vale repleto de belezas naturais com restaurantes, hospedagem e agroindústrias. Entrada no portal de Jaqueira, às margens da BR-101. Ideal para degustar produtos caseiros e desfrutar de lindas paisagens.

CIRCUITO NÁUTICO

Contempla praias do balneário de Iriri, onde há empresas especializadas para mergulho náutico.

Conteúdo Publicitário