23.3 C
Vitória
segunda-feira, 3 agosto, 2020

Santas Casas e hospitais filantrópicos do ES recebem R$ 4,9 milhões em recursos federais

Leia Também

Dia dos Pais: 47,8% das pessoas comprarão presentes on-line

De acordo com uma pesquisa, 57,6% das pessoas entrevistadas pretendem celebrar o Dia dos Pais; 21,5% ainda estão na dúvida sobre comemorar ou não.

Mais fome no frio? Veja dicas para manter a alimentação equilibrada!

O tempinho mais frio combina e muito com comidinhas gostosas. E a impressão, nesta época do ano, é de que sentimos mais fome também. Veja as dicas!

Semana do Aleitamento Materno reforça a importância da amamentação

O leite materno é uma fórmula perfeita, exclusiva, sem custo e facilmente acessível. Ele está pronto, na temperatura ideal e tem todos os nutrientes de que o bebê precisa até os seis meses de vida.

A proposta partiu do deputado Evair de Melo, e beneficiará cerca de 12 hospitais capixabas

Para ajudar Santas Casas e hospitais filantrópicos capixabas, o Estado receberá R$ 4.931.551,84 para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2). A iniciativa, que partiu do deputado federal Evair de Melo (PP-ES), visa a beneficiar 12 instituições.

“Essa é uma entrega do nosso mandato, do Congresso Nacional, que o Parlamento proporciona a todos os brasileiros e capixabas, cumprindo o prometido e socorrendo os hospitais filantrópicos e Santas Casas de todo o país durante o enfrentamento da pandemia do coronavírus”, explicou.

Serão repassados R$ 2 bilhões da União, valor que será liberado em duas etapas, conforme a Portaria/MS n.º 1.393/2020, publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (22).

Em entrevista a ES Brasil, o deputado federal informou que o auxílio financeiro emergencial será destinado às Santas Casas e aos hospitais sem fins lucrativos (filantrópicos), que participam de forma complementar do Sistema Único de Saúde (SUS), no exercício de 2020.

A 1ª parcela a ser transferida será no montante de R$ 340 milhões. Já a 2ª parcela será de R$ 1.660.000.000,00. Os recursos transferidos às entidades beneficiadas deverão ser aplicados, obrigatoriamente, na aquisição de medicamentos, suprimentos, insumos e produtos hospitalares. Outra possibilidade prevista na lei é a contratação e o pagamento dos profissionais de saúde necessários para atender à demanda adicional.

Também poderão ser empregados na aquisição de equipamentos e na realização de pequenas reformas e adaptações físicas para aumento da oferta de leitos de UTI, bem como no respaldo ao aumento de gastos que as entidades terão com a definição de protocolos assistenciais específicos para enfrentar a pandemia da Covid-19.

Confira os valores repassados ao Estado:

Aracruz
Hospital São Camilo (Fundação Hospital Maternidade São Camilo): R$ 508.658,49

Cachoeiro de Itapemirim
Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim: R$ 906.520,08
Hifa – Hospital Infantil Francisco de Assis: R$ 307.209,58
Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim: R$ 298.135,65

Colatina
Hospital São José – Fundação Social Rural de Colatina: R$ 977.027,20
Santa Casa – Sociedade Provedora da Santa Casa de Misericórdia de Colatina: R$ 84.378,01

Guarapari
Hospital Francisco de Assis – Hospital Infantil Francisco de Assis: R$ 110.628,95

Itapemirim
Heci Itapemirim – Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim: R$ 252.892,46

Linhares
Hospital Rio Doce (Fundação Beneficente Rio Doce): R$ 493.549,82

Santa Teresa
Hospital Madre Regina Protmann (Associação Congregação de Santa Catarina): R$ 211.797,43

São Mateus
Hospital Maternidade São Mateus (Casa de Nossa Senhora Aparecida): R$ 52.501,88

Vila Velha
Hospital Evangélico de Vila Velha (Associação Evangélica Beneficente Espíritossantense): R$ 730.252,29

Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Auxílio emergencial elevou em 24% renda pré-pandemia, mostra pesquisa

Segundo estudo, dado destaca a pobreza e a desigualdade do país. Saiba mais! As pessoas que recebem o auxílio emergencial, pago pelo governo federal durante...

Top 5 da sobrevivência

Disruptura. Definitivamente essa é palavra de ordem no universo da gestão. Após três meses convivendo com as bruscas mudanças nos processos de trabalho provocadas pela pandemia, proprietários dos setores da indústria e do comércio ainda não são capazes de mensurar o tamanho do estrago final que o novo coronavírus vai deixar

Empresa que vai gerir Parque de iluminação de Vila Velha será conhecida na próxima semana

O leilão que definirá a empresa que vai gerir o serviço nos próximos 20 anos será conhecida na próxima segunda-feira (03), na B3 (Brasil, Bolsa, Balcão), na Bolsa de Valores, em São Paulo.

Câmara aprova novamente programa de financiamento para pagamento de folha

A Câmara aprovou nesta quarta-feira, 29, a medida provisória que cria um programa de financiamento para o pagamento da folha salarial durante a pandemia de covid-19.

Vida Capixaba

Golpe pelo WhatsApp: saiba como evitar!

Várias pessoas estão sendo vítimas de golpistas que tem clonado números de WhatsApp de pessoas e mandando mensagens pedindo dinheiro.

Horário de pico muda em Vitória

Em Vitória, por conta da pandemia do novo coronavírus, houve uma redução considerável no fluxo de veículos que passam pelas ruas e avenidas da capital.

Como aproveitar melhor o FGTS emergencial?

Para muitas pessoas, esse dinheiro já tem destino definido, como pagar algumas contas essenciais, além de investimento pessoal, mas será que existe uma forma melhor de aplicá-lo? Especialista explica!

Aprenda uma profissão! Cursos rápidos com aulas on-line

Os cursos têm o objetivo de qualificar os profissionais para atuar diante da pandemia, de forma rápida, e foram criados para atender às principais demandas da população.
Continua após publicidade