20.8 C
Vitória
sexta-feira, 10 abril, 2020

O Espírito Santo no ranking de competitividade dos estados brasileiros

Leia Também

Número de casos confirmados por coronavírus no ES sobe para 300

Destes, 41 pacientes já estão curados, 202 estão em isolamento residencial e 50 estão internados, sendo 33 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

‘Eu teria cortado a cabeça dele’, diz Onyx sobre Mandetta

Em conversa divulgada pela CNN Brasil, Onyx diz que não fala com Mandetta há dois meses e que, se estivesse na cadeira do presidente Jair Bolsonaro, teria "cortado a cabeça" dele.

Preços de combustíveis caem consideravelmente no Estado. Entenda!

Há mais de 30 dias, os postos de combustíveis operam com valores mais baixos. A redução chega a ser de R$ 0,60 em alguns locais do Espírito Santo.

Brasil tem 941 mortes e mais de 17 mil infectados pelo novo coronavírus

Dessa quarta-feira (08), para a quinta, foram 141 óbitos. No total, 941 pessoas foram vítimas da doença no país.

Quanto mais estatísticas se produzirem, mais transparentes ficarão as escolhas

A sétima edição do Ranking de Competitividade dos Estados Brasileiros trouxe úteis estatísticas para se dimensionar o grau de alinhamento das escolhas públicas dos estados com o cumprimento das metas que lhes cabem. Mas sua relevância vai além. A proposta de construir estatísticas para os pilares da competitividade do setor público é mais uma voz para reiterar que eficiência de gestão é obrigação tanto para o setor privado quanto para o público.

Quanto mais estatísticas se produzirem, mais transparentes ficarão as escolhas.
Essa transparência permite a comparação, que por sua vez força o gestor a fazer o que é certo, e não o que ele (e seu interesse político) quer. Gera-se um enforcement ad hoc, muito bem-vindo em um país carente de assunção de responsabilidades.

Os resultados do Espírito Santo em 2015 e 2018 não mostram avanços. Somente o pilar Sustentabilidade Ambiental teve uma melhora de 8,4%. Os pilares “Eficiência da Máquina Pública” e “Solidez Fiscal”, a despeito de receberem notas altas, pioram em 2018 em relação à performance de 2015.

Entretanto, cabe lembrar que, em 2015 e 2016, além dos efeitos da recessão da economia brasileira, o Espírito Santo sofreu com os baques de uma crise hídrica e da paralisação da Samarco após o rompimento da barragem de Mariana. A extensão desses problemas sobre sua economia permite relativizar esses resultados, principalmente porque, em termos de máquina pública e gestão fiscal, as notas do ES são altas.

Mas, para os resultados de Potencial de Mercado e Inovação, não cabem relativismos. E preocupam, sobretudo porque seus impulsionadores – Capital Humano, Educação e Infraestrutura – não esboçam reação.

“As estatísticas indicam que os resultados para o Espírito Santo convergem com os demais estados da federação”

A metodologia do ranking chama de Capital Humano o nível educacional da força de trabalho; e de Educação as condições em que o ensino é lecionado. As estatísticas mostram que Educação e Capital Humano não se alteraram entre 2015 e 2018.

Sabendo que capital humano desenvolve inovação; que inovação desenvolve progresso técnico; que progresso técnico estimula investimento em infraestrutura; que infraestrutura, que é indispensável para atratividade de um mercado, caiu da posição 53,7 para a 42,6, compreende-se a queda de Potencial de Mercado – em 2018 o Espírito Santo estava na 24ª colocação entre 27 estados; em 2015, na 13ª.


Contudo, consola o fato de que o perfil das estatísticas do ES seja similar aos dos demais estados do Sudeste. Todos tiveram suas notas no ranking geral rebaixadas.
Em 2015, o Espírito Santo tinha 67,8, ao passo que São Paulo apresentava 90,1; Minas Gerais, 67,3; e Rio de Janeiro, 66,2. Em 2018, essas notas foram, respectivamente, 56,3; 89,1; 60,1; 45,7.

Além disso, entre os 27 estados, o ES foi o oitavo em Sustentabilidade Social; o quinto em Educação; o sexto em Solidez Fiscal e também em Eficiência da Máquina Pública; o sétimo em Capital Humano; o nono em Sustentabilidade Ambiental e o 16º em Inovação.

As estatísticas indicam que os resultados para o Espírito Santo convergem com os demais estados da federação. E também que aqueles que estavam com notas abaixo de 50 em 2015 estão se esforçando para subir posições. De 2017 para 2018, Goiás e Rondônia avançaram três colocações; Amazonas, cinco; Alagoas, oito; Sergipe duas; Goiás, três; Distrito Federal, uma; e Rio Grande do Sul, duas. Há algum esforço para melhorar a eficiência da gestão pública. Se mantiver, bom sinal.

* Arilda Teixeira é economista e professora da Fucape Business School

Leia também
Publicidade

ES Brasil Digital

ES Brasil 174
Continua após publicidade

Fique por dentro

Preços de combustíveis caem consideravelmente no Estado. Entenda!

Há mais de 30 dias, os postos de combustíveis operam com valores mais baixos. A redução chega a ser de R$ 0,60 em alguns locais do Espírito Santo.

Comércio apresenta queda recorde em março

No Brasil, o setor registrou uma queda de 16,2% da atividade em relação a fevereiro deste ano. No ES, a queda foi mais de R$ 1,3 bilhão.

Regularização do CPF pode ser realizada on-line

A regularização do CPF foi adotada pela Receita Federal mediante muitas pessoas reclamarem que não conseguiam concluir o cadastro para obter o auxílio emergencial de R$ 600.

Inflação de serviços cai 0,14% no IPCA de março

A inflação de serviços recuou 0,14% em março, já sob influência do fechamento de estabelecimentos em função da política de isolamento social

Vida Capixaba

Dicas para trabalhar bem no isolamento social

Muitas pessoas não cuidam da postura, dos pulsos, e de demais partes do corpo. Veja as dicas de um fisioterapeuta para trabalhar bem durante o home office.

Tempo instável marca o fim de semana na Grande Vitória

Segundo o Incaper, o clima continuará frio e o tempo instável em todo o Espírito Santo. Conrira a previsão para hoje e amanhã!

Festival da Torta Capixaba 2020 em novo formato

O festival vai acontecer de forma online, entre os dias 9 e 12 de abril. Vão participar 31 expositores e nove restaurantes da Ilha das Caieiras.

Filme sobre o novo coronavírus já está pronto. Veja o trailer!

“Corona” é o nome do longa que será lançado em breve.O filme conta a história de sete pessoas presas em um elevador e uma delas está infectada.
Continua após publicidade