Protestos contra o governo Maduro ocorrerão nesta semana

Foto: Reprodução

O presidente da Assembleia Nacional e autodeclarado presidente da Venezuela, Juan Guaidó, é o responsável pela convocação

Dois novos protestos contra o regime de Nicolás Maduro podem ocorrer nesta semana. Os  venezuelanos foram convocados pelo presidente da Assembleia Nacional e autodeclarado presidente, Juan Guaidó, a se manifestarem para que ocorram novas eleições no país.

Na última semana, o líder oposicionista passou a se considerar o chefe do Executivo da Venezuela, após consideráveis protestos contra o governo de Maduro, que continua no cargo ocupando o Palácio de Miraflores.

Já Juan Guaidó teve a autoridade reconhecida pelos Estados Unidos, pelo Brasil e por diversos outros países que são contra o governo do presidente venezuelano.

Durante pronunciamento transmitido em rede nacional, Guaidó convocou os venezuelanos um protesto pacífico nesta quarta-feira (30). As pessoas poderão deixar os trabalhos e outras atividades por duas horas sem problemas futuros.

Guaidó quer que as pessoas façam protestos “em todos os cantos da Venezuela” e do planeta contra o governo de Maduro no sábado, que é a data-limite sugerida pela União Europeia para que Maduro convoque novas eleições.

*Da redação com informações da Agência Brasil

 

 

Conteúdo Publicitário