18.8 C
Vitória
domingo, 14 DE julho DE 2024

Propriedade rural em Colatina é multada em R$ 100 mil por desmatamento ilegal

Segundo o Idaf, a área desmatada equivale a quatro campos de futebol e incluiu a apreensão de madeira serrada em formato de prancha e tábua

Por Kebim Tamanini

Os órgãos fiscalizadores do Espírito Santo estão intensificando as ações contra crimes ambientais. Desta vez, a intervenção ocorreu após um alerta do MapBiomas, que indicou desmatamento ilegal em uma propriedade rural no distrito de São João Grande, em Colatina. O Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf) confirmou o desmatamento ilegal de 4,2 hectares, área equivalente a aproximadamente quatro campos de futebol, e multou o proprietário em R$ 109.501,52 pelos danos ambientais.

- Continua após a publicidade -
Segundo o Idaf, a área desmatada equivale a quatro campos de futebol e incluiu a apreensão de madeira serrada em formato de prancha e tábua
Área desmatada em propriedade rural em Colatina. Foto: IDAF

Técnicos do Idaf, ao chegarem ao local, perceberam que 0,5 hectares pertenciam à Reserva Legal (RL) e continham espécies ameaçadas de extinção, como a árvore braúna. Além da multa, foram apreendidos 56,87 metros cúbicos de madeira serrada em formato de prancha e tábua, provenientes do desmatamento. Ainda não se sabe se a madeira seria comercializada ou utilizada na propriedade. No local desmatado, também foram encontrados pés de café plantados.

O diretor-geral do Idaf, Leonardo Monteiro, destacou que vários crimes ambientais foram cometidos na propriedade. “Não iremos permitir que danos como esse sejam causados ao meio ambiente sem que o responsável seja penalizado. É por isso que o Espírito Santo é o estado que mais atende aos alertas emitidos pelo MapBiomas, pelo trabalho de vigilância realizado pelo Idaf”, destacou.

Confira as imagens feitas pelos técnicos do Idaf.

 

Tecnologia de ponta

Vale lembrar que, no período de 2023 a 2024, houve uma redução de 32,7% no desmatamento da Mata Atlântica no estado, conforme o Atlas da Mata Atlântica. Para melhorar ainda mais esse índice, o Espírito Santo está investindo em tecnologias avançadas.

Recentemente, foi contratado um sistema de satélites que permite o monitoramento em tempo real de qualquer atividade no bioma, com uma precisão de 3 metros. Qualquer sinal de desmatamento ou incêndio será identificado imediatamente, possibilitando uma resposta rápida.

Quadro técnico

Além disso, o número de pessoas trabalhando nos órgãos ambientais está aumentando. Recentemente, 42 novos servidores foram contratados pelo Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (IEMA) e tomarão posse no dia 18 deste mês. “Essas contratações fortalecem as capacidades nas áreas de licenciamento, proteção e conservação do patrimônio natural, e, claro, na fiscalização”, externou o secretário de Estado de Meio Ambiente, Felipe Rigoni, em entrevista exclusiva no evento Sustentabilidade Brasil no mês passado.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 222

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA