20.5 C
Vitória
segunda-feira, 22 DE julho DE 2024

Produtos de empreendedores do Rio Doce são opção de presente de Natal

Catálogo reúne 58 participantes de 24 localidades, entre produtores, artesãos, pequenos comerciantes e outros, que vendem on-line

Por Leulittanna Eller Inoch 

Desenvolvido pela Fundação Renova, o catálogo Força Rio Doce reúne diversos produtos de empreendedores de 24 localidades da bacia do rio Doce. Ao todo, são 58 participantes do catálogo, entre produtores, artesãos, pequenos comerciantes e outros.

- Continua após a publicidade -

São ofertados produtos como artesanatos, roupas, artigos religiosos, doces, objetos decorativos, acessórios, quitutes, alimentos orgânicos, cachaça, queijo e mel. O catálogo pode ser consultado aqui.

Fazem parte da iniciativa pequenos negócios de Aimorés, Barra Longa, Belo Horizonte, Bom Jesus do Galho, Conselheiro Pena, Coronel Fabriciano, Dionísio, Governador Valadares, Itueta, Mariana, Mariléia, Naque, Ouro Preto, Pedra Corrida, Periquito, Resplendor, Santa Cruz do Escalvado, Santana do Deserto, Sem Peixe e Tumiritinga, em Minas Gerais; e dos municípios capixabas de Baixo Guandu, Colatina, Linhares e Marilândia.

“A ideia é que os valores sejam negociados diretamente entre produtor e consumidor a depender da quantidade de produtos a ser adquirida e do prazo para entrega. Essa iniciativa permite fomentar o comércio local e gerar oportunidade de renda em meio à crise causada pela pandemia da covid-19”, explica Leyse Cruz, analista de Economia e Inovação da Fundação Renova.

A Fundação Renova não tem participação nas negociações e na logística de entrega, que ficam a cargo do produtor e comerciante.

 Força Rio Doce

 O projeto, desenvolvido pela área de Economia e Inovação da Fundação Renova, integra a marca Força Rio Doce, lançada em 2019, para estimular a compra de produtos com moradores de municípios atingidos pelo rompimento da barragem de Fundão.

Como parte da ação, foram criados perfis nas redes sociais, contas de e-mail corporativo, WhatsApp comercial e peças para gráficas digitais para divulgação dos produtos dos comerciantes. Os contatos são importantes para facilitarem a negociação entre produtor e consumidor, sem a necessidade de intermediários. Também foram ofertadas capacitações com orientações sobre precificação dos produtos.

“Essa ação fez com que os negócios se mantivessem ativos no mercado, principalmente no início da pandemia, quando tudo estava fechado. A divulgação dos produtos e a venda on-line possibilitaram que os pequenos negócios transformassem a crise em oportunidades. Eles tiveram um resultado significativo em um momento em que ninguém vendia nada”, comenta Andrea Furtado, analista de Economia e Inovação.

Segurança

Os empreendedores do catálogo Força Rio Doce têm prezado pela saúde e segurança dos clientes e colaboradores, principalmente nesse momento de pandemia do coronavírus.

Buscando manter a qualidade dos serviços diante desse cenário, eles estão adotando rígidas medidas de segurança na entrega dos produtos junto aos clientes. Para saber mais sobre os procedimentos adotados, o interessado deve entrar em contato com os empreendedores.

Sobre a Fundação Renova

A Fundação Renova é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos, constituída com o exclusivo propósito de gerir e executar os programas e ações de reparação e compensação dos danos causados pelo rompimento da barragem de Fundão.

A Fundação foi instituída por meio de um Termo de Transação e de Ajustamento de Conduta (TTAC), assinado entre Samarco, suas acionistas Vale e BHP, os governos federal e dos estados de Minas Gerais e do Espírito Santo, além de uma série de autarquias, fundações e institutos (como Ibama, Instituto Chico Mendes, Agência Nacional de Águas, Instituto Estadual de Florestas, Funai, Secretarias de Meio Ambiente, dentre outros), em março de 2016.

 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 222

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA