21.6 C
Vitória
segunda-feira, 15 DE julho DE 2024

Produção industrial do Espírito Santo cresce 6,2% no primeiro quadrimestre de 2024

O resultado da indústria capixaba (6,2%) nos primeiros quatro meses do ano foi maior que o nacional (3,6%)

Por Redação

Os resultados positivos da indústria capixaba continuam. No acumulado de janeiro a abril, comparado com o mesmo período de 2023, a produção industrial do Espírito Santo cresceu 6,2% impulsionada pelo bom desempenho das atividades extrativas (8,3%) e de transformação (2,2%).

- Continua após a publicidade -

O Espírito Santo teve um resultado acima do nacional no primeiro quatro meses do ano. De janeiro a abril a indústria nacional cresceu 3,6%. Os dados foram compilados pelo Observatório da Indústria da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) e fazem parte da pesquisa de Produção Industrial Mensal (PIM-PF) do IBGE, divulgada nesta sexta-feira (14).

De acordo com a análise do Observatório da Findes, o bom desempenho da indústria extrativa pode ser explicado pelo aumento de extração de petróleo e gás natural e pelo crescimento da atividade de pelotização do minério de ferro.

O presidente em exercício da Findes, Paulo Baraona, destaca que a atuação das petroleiras independentes no Estado, a partir da política de desinvestimentos de ativos da Petrobras, é um dos motivos que explica o avanço do setor de petróleo e gás. “Temos visto no ES uma recuperação importante na produção de óleo e gás. E, temos acompanhado de perto, por meio do Fórum Capixaba de Petróleo, Gás e Energia, essa atuação das companhias menores, tanto com produção em terra, quanto em mar”, aponta.

No primeiro quadrimestre do ano, o Estado produziu uma média de 176,3 mil barris por dia. O valor é 11,4% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado, de acordo com os dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP).

A gerente executiva do Observatório da Indústria e economista-chefe da Findes, Marília Silva, aponta outro indicador importante para o setor é com relação ao gás natural. “De janeiro a abril, o Espírito Santo alcançou a marca de 4,6 milhões de metros cúbicos de produção de gás por dia, o que representou um crescimento de 22,2% em comparação ao mesmo período de 2023. Isso mostra um grande avanço em relação ao ano anterior.”

A produção de minério de ferro pelotizado também impulsionou positivamente a indústria extrativa. Segundo o último relatório trimestral da Vale, a sua produção cresceu 3,9% quando comparado ao mesmo período de 2023. Já a Samarco apresentou um aumento de 12% em sua produção no primeiro trimestre de 2024.

A pesquisa do IBGE também mostrou que a indústria de transformação cresceu. De janeiro a abril, comparado com o mesmo período de 2023, a alta foi de 2,2%. O resultado foi positivamente influenciado pelas atividades da metalurgia (4,9%), da fabricação de produtos alimentícios (2,6%) e da fabricação de produtos de minerais não metálicos (2,6%). Já a indústria de papel e celulose recuou 5,4%.

Marília comenta que é esperada uma continuação do desempenho positivo do setor da metalurgia. “Vemos uma melhora no cenário nacional, com aumentos no consumo e nas vendas. Contudo, não podemos deixar de mencionar que as importações de produtos derivados do aço continuam elevadas, com participação significativa dos produtos chineses”, pontua a economista.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 222

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA