22.8 C
Vitória
terça-feira, 19 outubro, 2021

Produção de cerveja foi pouco afetada pela pandemia

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Cerveja, a produção nacional da bebida atingiu a marca de 14,1 bilhões de litros

Por Munik Vieira

A pandemia do novo coronavírus fez com que, em 2020, o mercado cervejeiro entrasse em alerta com receio de registrar queda no faturamento, assim como outros setores. No entanto, a situação foi diferente: o setor registrou crescimento.

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Cerveja a produção nacional de cerveja subiu 2,9 pontos percentuais no ano passado, chegando a 14,1 bilhões de litros produzidos. Sendo assim, retomou ao patamar de 2014, quando a bebida atingiu seu auge no país.

Cerveja conquistou mais adeptos

E durante a pandemia da covid-19, como foi necessário o consumidor migrar da mesa do bar para o sofá da sala, o número de brasileiros que apreciaram uma cerveja em casa saltou para 68,6% em 2020, ante os 64,6% de 2019, de acordo com a Kantar.

Léo Leal e Anderson, donos da Cervejaria Convento. Foto: Divulgação

Prova disso é a Cervejaria Convento, localizada em Serra, que quadruplicou o número de fermentadores – equipamento que atua no processo de fermentação da cerveja, de cinco para 20 fermentadores em um ano. “Neste momento pós-pandemia as vendas em litros de cerveja aumentaram. Estamos com capacidade instalada de 18 mil litros, mas com outros seis mil para chegar em 30 dias, alcançando 24 mil litros/mês”, afirma o empresário Léo Leal.

De acordo com o empresário, durante a pandemia o consumo por delivery aumentou absurdamente. “Incrementamos os nossos canais de vendas e presença digital, e também fechamos diversas parcerias com outros empresários de outros segmentos para unir forças”, destaca.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade