19.9 C
Vitória
sábado, 8 agosto, 2020

Agricultores da Serra apostam na produção de cacau

Leia Também

Lei Maria da Penha: 14 anos e números ainda mais preocupantes

Segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU), 17,8% das mulheres do mundo sofreram algum tipo de violência física ou sexual no ano de 2019

Dia internacional da cerveja: mulheres ganham cada vez mais espaço

Apesar de ainda sofrerem preconceito, mulheres estão cada vez mais conquistando espaço no meio cervejeiro. A data é comemorada sempre na primeira sexta-feira de agosto,...

Espírito Santo tem mais de 2,8 milhões de eleitores aptos a votar nas eleições 2020

O perfil do eleitorado apto a votar no Espírito Santo foi divulgado nesta sexta-feira (07) pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Com informações do TRE-ES Na última...

A atividade está sendo fomentada pelo poder público

Agricultores da Serra estão apostando na produção do cacau como uma oportunidade de renda e de incrementar o agroturismo do município. Eles concluíram uma série de treinamentos relacionados à indústria do cacau com uma visita técnica, quando puderam conferir de perto todo o processo de transformação da semente em barras de chocolate.

Na Serra, já são 13 hectares de plantação do fruto espalhados em áreas do cinturão verde de Barcelona, do Mestre Álvaro e ainda em Chapada Grade, sendo que nessa última a plantação é feita de forma consorciada com seringueiras. A grande promessa do setor é a produção de chocolate, já em fase de testes, por um dos produtores do município.

A aula de campo foi em uma agroindústria de Anchieta, onde seis mil pés de cacau estão plantados. O fruto passa pela secagem e é transformado em um dos doces preferidos dos brasileiros. O lucro por barra chega a 70% comparado aos custos da produção.

E está enganado quem acha que o mercado já tem muitas marcas de chocolate e sem espaço para novos negócios. O produtor de Anchieta contou que são feitas 360 barrinhas de 20 gramas por dia na agroindústria, todas absorvidas pelo comércio local. Segundo ele, para vender para outras cidades, seria necessário aumentar a produção diária, pois o chocolate artesanal é um nicho importante de mercado.

Investimento

As capacitações começaram em 2016 com orientações sobre a formação da lavoura do cacau. De lá pra cá, já aconteceu curso sobre poda e produção do fruto. Os produtores ainda aprenderam sobre a técnica de enxertia, que diminui os custos de produção da cultura.

Uma muda de cacau custa, em média, R$ 5,00 e demora até seis anos para começar a produzir. Já o pé enxertado produz no segundo ano plantado, assim, o produtor tem menos gastos com a lavoura. Os treinamentos foram ministrados pela Secretaria de Agricultura, Agroturismo, Aquicultura e Pesca (Seap) em parceria com o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper).

Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

ESB 179 Digital
Continua após publicidade

Fique por dentro

Balança comercial tem superávit de US$ 8,060 bilhões em julho

O resultado de julho foi mais do que o dobro registrado no mesmo mês do ano passado, quando foi positivo em US$ 2,391 bilhões

Educação é a maior despesa dos municípios capixabas

Levantamento da 26ª edição do anuário Finanças dos Municípios Capixabas, da Aequus Consultoria, publicado em julho de 2020, traz um apanhado detalhado da gestão...

Iluminação de Vila Velha: confira resultado do leilão

O parque de iluminação pública de Vila Velha (ES) será ampliado e modernizado pelo Consórcio SRE – IP Vila Velha, pelos próximos 20 anos.

Dia dos Pais: 47,8% das pessoas comprarão presentes on-line

De acordo com uma pesquisa, 57,6% das pessoas entrevistadas pretendem celebrar o Dia dos Pais; 21,5% ainda estão na dúvida sobre comemorar ou não.

Vida Capixaba

Dia internacional da cerveja: mulheres ganham cada vez mais espaço

Apesar de ainda sofrerem preconceito, mulheres estão cada vez mais conquistando espaço no meio cervejeiro. A data é comemorada sempre na primeira sexta-feira de agosto,...

Curso gratuito de gestão

Empresa de tecnologia lançou o treinamento para formação de gestores com foco ERP devido a carência de bons gestores com capacidade para desenvolver o...

Espaço Baleia Jubarte reaberto

O Projeto Baleia Jubarte e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, junto com o Projeto TAMAR, prepararam um protocolo de segurança específico para o Espaço Baleia Jubarte e Centro de Visitantes

Novas pinturas do Homero Massena são descobertas

Uma equipe que trabalha na reforma e conservação do Museu Homero Massena, teve uma supresa! Por trás de várias camadas de tinta de uma...
Continua após publicidade