22.9 C
Vitória
quinta-feira, 21 outubro, 2021

Preocupação com contas causa estresse em quase 60% das famílias

Preocupação com contas causa estresse em 58,4% das famílias. Região Sudeste teve maior número de pessoas com baixa saúde financeira

Por Samantha Dias 

As finanças causam estresse e impactam na vida familiar de 58,4% dos brasileiros, segundo pesquisa que mede o Índice de Saúde Financeira do Brasileiro; e para 53% das famílias, os compromissos financeiros causam estresse há mais de um ano.

Os estados da região Sudeste concentram o maior número de pessoas com baixa saúde financeira, ou seja, que não tem boa capacidade em cumprir as obrigações financeiras; tomar boas decisões do ponto de vista das finanças pessoais; ter disciplina e autocontrole; sentir segurança em relação ao futuro; ter a liberdade de fazer escolhas que permitam aproveitar a vida.

Em uma pontuação que vai de zero a 100, sendo que 0 significa maior estresse financeiro e 100 bem estar financeiro, a média nacional ficou em 57 pontos, o que significa uma situação de razoável equilíbrio, mas com pouco espaço para erros e imprevistos. Quase a metade da população (48,3%), no entanto, está abaixo desse patamar, em faixas consideradas de baixa saúde financeira.

A pesquisa nacional mostrou também que apenas 21,9% dos brasileiros se sentem preparados para lidar com uma grande despesa inesperada.

A Região Sudeste teve o maior percentual (14,1%) de pessoas na faixa mais baixa de saúde financeira, acima inclusive da média nacional (11,6%). Em seguida vem a Região Nordeste, com 11% da população nessa situação.

A Região Sul tem 13,1% das pessoas no patamar de melhor saúde financeira. Na média nacional esse índice é de 8,1%.

Os homens têm uma situação financeira melhor do que as mulheres. Entre os entrevistados do sexo masculino, 10,1% estão na faixa com situação financeira ótima e 8,3% na pontuação mais preocupante. Entre as entrevistadas, 15,1% estão na pior faixa e 5,9% na situação ótima.

Sobre o futuro, apenas 35% da população têm segurança sobre as finanças. Mais da metade (53,5%) disseram que os compromissos reduziram o padrão de vida.

Com informações da Agência Brasil 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade