Prêmio “Mulheres do amanhã” fomenta empreendedorismo social

A palestrante do evento foi a professora e escritora Maria Flávia Bastos: "Um prêmio desses valida toda a luta na busca de mulheres mais empreendedoras, mas fortes e mais independentes"

Além do reconhecimento da iniciativa feminina em várias áreas da sociedade, o prêmio quer dar visibilidade a causa da mulher

O prêmio Mulher do Amanhã foi lançado nesta terça-feira (24) durante o 1º Encontro Mulheres do Amanhã promovido pela ArcelorMittal Tubarão. O evento, realizado no Teatro Universitário, em Vitória, contou com a palestra da professora e autora do livro “Educação e Empreendedorismo Social: um encontro que transforma cidadãos” Maria Flávia Bastos.

O gerente geral de Sustentabilidade e Relações Institucional, João Bosco Reis da Silva, destacou que a iniciativa quer dar reconhecimento e visibilidade as pessoas que seguem atrás de seus sonhos.

“Ninguém tem o direito de tirar o sonho de uma pessoa. Nós podemos trabalhar duro, mas não precisamos ser duro com as pessoas. Eu acho que a vida precisa ser mais leve. Por isso, tenho satisfação em apresentar esse prêmio e reconhecer atitudes de mulheres que buscaram colocar em prática uma vida compatível com que elas desejam”, destacou o gestor.

Bosco também ressaltou a importância da mulher no seu próprio time. “Na equipe que eu lidero, nós somos 40 profissionais, sendo 55% mulheres. Dos três cargos de liderança que nós temos, todos também são ocupados por elas e não para ficar bem em algum relatório de sustentabilidade ou algo parecido. Todas as profissionais conquistaram as posições por mérito”, disse o gerente antes de apresentar os critérios para participação no prêmio.

A vice-presidente do Serviço de Engajamento Comunitário (Secri), Luciene Ottaiano, achou tanto a iniciativa do encontro quanto o prêmio ideias a serem difundidas. “Eu achei um evento sensacional que devia ter mais, em mais locais e para mais pessoas. Só realmente através da discussão e do conhecimento é que podemos evoluir, porque tudo que é falado e debatido fazem com que as pessoas a reflitam”, constatou.

Já para empresária Juliana Netto, sócia da Dona Eva Saboaria, o prêmio é um incentivo ao seu trabalho. “Essa é uma grande oportunidade para todas as mulheres e não só para quem está começando, mas para quem está seguindo um caminho de empreendedorismo. Eu acho que unidas a gente vai muito além do que a gente imagina”, expõe.

O gerente geral de Sustentabilidade e Relações institucionais da ArcelorMittal Tubarão, João Bosco Reis da Silva, explicou os critérios do prêmio (Fotografia – Renato Cabrini)
Sobre o prêmio

O prêmio Mulheres do Amanhã é direcionado para negócios, iniciativas, ações e projetos implantados pioneiramente no Espírito Santo que tenham no mínimo 1 ano, e no máximo, 5 anos de existência, que transformem sócio ou ambientalmente o seu entorno, e que seja exclusivamente capitaneados por mulheres, residentes e domiciliadas no estado do Espírito Santo, e instituições também registradas no Espírito Santo.

O concurso premiará em quatro categorias: Privado – MEI (voltada para projetos de microempreendedoras individuais); Privado – ME (voltada para diretoras e/ou sócias de micro, pequenos e grandes negócios); Público (voltada para mulheres que atuam no serviço público, em todas as esferas municipal, estadual e federal no Espirito Santo); e Terceiro Setor (voltada para mulheres que comandam ONGs, associações, projetos e entidades sem fins lucrativos ou líderes comunitárias).

O júri avaliará os projetos com base na criatividade, sustentabilidade, impacto, qualidade e clareza do material apresentado e potencial de transformação, de acordo com as regras de cada categoria. Segundo um dos organizadores Marcelo Braga, da Liga de Marketing, no quesito criatividade, por exemplo, o objetivo é escolher um projeto inovador, singular no mercado, e que na questão da sustentabilidade demonstre impacto social, ambiental e cultural na sociedade.

Após análise dos projetos inscritos, no dia 30 de julho, serão anunciadas as finalistas, um total de 32 projetos selecionados, 4 (quatro) por cada categoria do “Prêmio Mulheres do Amanhã”. Todas participarão de um curso, em conjunto, ministrado pela Fundação Dom Cabral, sobre Gestão Econômica Financeira e Gestão de Performance. O resultado final com a premiação no valor de R$ 5 mil reais para um projeto vencedor em cada categoria será anunciado em agosto.


LEIA MAIS

Conteúdo Publicitário