Prefeitos prometem redução de gastos

Eleitos ou reeleitos, os prefeitos dos municípios capixabas discursam em defesa de maior responsabilidade com o dinheiro público.

O primeiro dia do ano, mesmo sendo domingo, foi marcado por muita atividade no cenário político dos municípios capixabas com a posse dos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. Os chefes do Poder Executivo na Grande Vitória tomaram posse ao final da tarde.

Em Vitória, após assinar o termo de posse na Câmara dos Vereadores (foto acima), em sessão presidida pelo vereador mais votado do município, Fabrício Gandini (PPS), o prefeito reeleito Luciano Rezende (PPS) e o vice Sérgio Sá Freitas se dirijam ao auditório da Prefeitura para o discurso. Luciano prometeu mais emprego para Vitória. “Meu segundo mandato será bem diferente do primeiro. … Vamos renovar a cidade de vitória, pós-Fundap e faremos isso com a capacitação das pessoas e gerando emprego e renda”, afirmou Luciano. O prefeito citou a perda de recursos o que, segundo ele, da capital, que justifica a redução das secretarias.

Max Filho (PSDB), tomou posse por volta das 17 horas, no Centro de Convenções de Vila Velha, ao lado do vice Jorge Carreta (PSDB) em sessão presidida pelo vereador Arnaldinho Borgo (PMDB), o mais votado da cidade, com 5392 votos. Em seu discurso, prometeu corte de 20% no total de comissionados e também acabar com as filas de espera por inscrições nas Unidades de Ensino Infantis. Pediu aos vereadores que se empenhem em conseguir terrenos onde possam ser construídas novas creches, O prefeito também destacou a presença do vice-governador do Estado, César Colnago, e da secretária de Estado de Governo, Angela Silvares. “Símbolo de uma relação com o governo do Estado, que não vamos perder”, afirmou Max.

Na Serra, Audifax Barcelos (Rede) e a vice Márcia Lamas )foto acima) tomaram posse após muita confusão na Câmara Municipal. A vereadora Neidia Maura (PSD) estava inscrita nas duas chapas para a Mesa Diretora – uma como presidente, outra como secretária. O vereador Adriano Galinhão (PTC), que presidia a sessão, explicou que elqa deveria optar por apenas uma e a vereadora decidiu permanecer na chapa como presidente. Foi então que o filho do vereador Nacib (PDT) começou uma confusão e foi retirado da Casa. A sessão foi suspensa por 10 minutos. Durante o discurso de posse, Audifax chorou ao lembrar do problema de saúde que teve recentemente. “Deus me deu força … e eu agradeci.

O prefeito reeleito de Cariacica, Geraldo Luzia, o Juninho (PPS), e o vice Nilton Basílio Teixeira tomaram posse na tarde deste domingo (1), por volta de 17h, na Câmara Municipal. Em seu discurso de posse, Juninho se comprometeu com melhorias para a Saúde. “O grande problema em Cariacica é que estamos acumulando atendimento de outras cidades”, destacou. Ele também afirmou que deixará vago 10% dos comissionados e falou sobre a união com todos os entes políticos da cidade. “Enquanto prefeito não teria problema algum de sentar com o Marcelo Santos ou Hélder Salomão. Não chamaria pra tomar café na minha casa, mas para resolver os problemas da cidade, não há problema algum”.

Em Cachoeiro de Itapemirim, o prefeito Victor Coelho (PSB) e o vice Jonas Nogueira tomaram posse depois das 17h, no Clube Caçadores. Coelho afirmou que a prioridade é ter um diálogo constante com a população. “Temos a intenção de fazer um concurso público, mas não dá pra dizer agora. Vamos ao longo da gestão, ver quais são as necessidades. Mas sei que de imediato, não será possível”. O prefeito assinou o termo de posse, e também decretos: um deles deles reduzindo o próprio salário em R$ 2.450,00 o que irá representar uma economia anual de R$ 31.850,00; outro determinando o funcionamento da prefeitura das 12 às 18h; e o terceiro para contenção de despesas, como corte de horas extras, de diárias e passagens aéreas, entre outras medidas.

Em Linhares Guerino Zanon (PMDB), foi empossado no Colégio Estadual Emir de Macedo Gomes, no bairro Shell. Ao lado do vice Paulinho da Panan, prometeu uma gestão mais propositiva e moderna. “Vamos retomar os serviços públicos que todos sabem que estão abandonados e ampliar a participação da sociedade civil organizada… Hoje é muito maior a exigência por eficiência, eficácia e transparência com o dinheiro público e todos os gestores precisam entender isso”, enfatizou. Guerino garantiu ainda que o tratamento de água e esgoto será retomado. “O esgotamento sanitário de Linhares precisa voltar a ser tratado. Porque ali está o foco de doenças muito graves. Nós deixamos a cidade com mais de 90% do esgoto sanitário residencial coletado e tratado. Hoje nós não temos nem coleta nem tratamento. Isso é muito urgente, recuperar esse serviço”. Guerino disse que atualmente, por falta de manutenção, Linhares possui entre 20 e 30% de esgoto tratado.

E em Colatina, cumprindo com o que prometeu, o prefeito Sérgio Meneguelli (PMDB), mesmo na cerimônia de posse, chegou de bicicleta. Ele e o vice Guilherme Ribeiro tomaram posse por volta das 10h, na Câmara Municipal. Na hora do discurso, ao quebrar uma parte do púlpito por incidente, brincou. “É pra mostrar que a gente chega com força. Vamos colocar pra quebrar”, disse. Logo em seguida, anunciou a suspensão temporária do contrato com a empresa Facom, que administra o rotativo da cidade. “Para que sejam apuradas denúncias de irregularidades”, justificou.

Conteúdo Publicitário

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome