26.9 C
Vitória
sábado, 25 setembro, 2021

Postos da capital têm diferenças de preços de até 20% no combustível

Os preços dos combustíveis estão assustando os motoristas. Por isso, vale muito a pena pesquisar antes de abastecer seu veículo.

Por Munik Vieira

O Procon de Vitória dá uma ajuda e traz uma pesquisa com base nos preços de combustíveis (gasolina comum, aditivada, etanol, gás natural veicular, diesel e diesel S10) de todos os postos da capital.

O levantamento aponta, ainda, a variação de preços conforme a modalidade de pagamento (dinheiro, débito e crédito).

A maior diferença (19,62%) foi encontrada no litro do etanol, sendo vendido de R$ 4,597 a R$ 5,499, com o mesmo valor ofertado no dinheiro, no débito ou no cartão de crédito.

Levando-se em conta apenas o pagamento com cartão de crédito, a maior variação é no diesel 10, com uma diferença de 13,69%, variando de R$ 4,397 a R$ 4,999.

Gasolina

A gasolina comum, com o pagamento em dinheiro ou débito, teve uma variação de 2,04%, custando de R$ 5,879 a R$ 5,999. Já no crédito, é de 4,67%, custando de R$ 5,970 a R$ 6,249.

A gasolina aditivada, no dinheiro ou débito, teve uma variação maior (5,51%), podendo ser comprada de R$ 5,970 a R$ 6,299. No crédito, a diferença é de 6,37%, variando de R$ 5,970 a R$ 6,350.

Gás Natural Veicular (GNV)

O GNV teve a menor variação da pesquisa do Procon (0,23%), sendo vendido de R$ 3,990 a R$3,999, não apresentando diferença de forma de pagamento.

Diesel

A pesquisa observou o diesel comum e o S10. Para o primeiro, a variação no dinheiro ou débito foi de 2,23%, sendo vendido de R$ 4,49 a R$ 4,59. Já no crédito, a diferença chega a 9,11%, variando de R$ 4,49 a R$ 4,899.

O diesel S10, no dinheiro ou débito, teve uma variação de 11,42%, podendo ser comprado de R$ 4,397 a R$ 4,899. No crédito, essa variação aumenta para 13,69%, indo de R$ 4,397 a R$ 4,999.

Pesquisa

Os técnicos pesquisaram 40 postos nas nove regiões administrativas de Vitória, entre os dias 19 e 20 de julho. Confira os endereços aqui.

A pesquisa conta, ainda, com uma tabela de destaques por produto, com o objetivo de apresentar o menor preço encontrado para cada tipo de combustível e em qual região administrativa ele está sendo comercializado.

Operação

Segundo a gerente do Procon de Vitória, Denize Izaita, a pesquisa foi pensada após a Operação Petróleo Real, em julho, na qual foram autuados sete postos de combustível da capital.

Entre as irregularidades, estavam: não deixar claro ao consumidor qual a diferença percentual entre a gasolina e o álcool; não informar os valores dos tributos das mercadorias e dos serviços oferecidos por meio de painel afixado em local visível; não disponibilizar placa com informação se a gasolina comercializada é formulada ou refinada; não disponibilização do Código do Consumidor e do Estatuto do Idoso; estabelecimentos não contavam com placa afixada com os dizeres “Sonegar é crime! E quem é a maior vítima? Você, consumidor. Defenda-se: Exija a Nota Fiscal”.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade