PIB capixaba cresce 0,4% no 1º trimestre de 2018

Coletiva do PIB capixaba
Foto: IJSN

Os destaques são dos setores varejistas e de serviços

A recuperação econômica do Espírito Santo deu um tímido sinal de melhora no início de 2018. O Produto Interno Bruto (PIB) capixaba apresentou crescimento de 0,4% no 1º trimestre do ano, frente ao trimestre anterior. O resultado foi impulsionado pelo desempenho do comércio varejista e pelo setor de serviços.

Segundo a diretora-presidente do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), Gabriela Lacerda, é o quarto resultado positivo quando comparado ao trimestre anterior. “No primeiro trimestre de 2018, o PIB capixaba apresentou crescimento em todas as bases de comparação”, considerou, destacando a alta acumulada de 0,5%.

Os dados do Instituto Jones mostram que o PIB capixaba foi estimado em R$ 29,9 bilhões no primeiro trimestre. Totalizou R$ 121,9 bilhões no acumulado dos últimos quatro trimestres. O resultado é o melhor dos últimos dez trimestres.

“A estimativa leva em conta os meses de janeiro a março deste ano. Então, o impacto da greve dos caminhoneiros só será considerado na próxima divulgação trimestral”, ponderou Gabriela Lacerda.

A economia do Estado manteve um desempenho acima da média nacional no acumulado em quatro trimestres. O PIB capixaba registrou alta de 2,1% frente ao crescimento de 1,3% do Brasil. Segundo a diretora-presidente, esse resultado se deve ao crescimento do comércio varejista ampliado (+13,4%). Foi a terceira vez consecutiva que o crescimento capixaba superou o resultado do País nessa base de comparação.

PIB capixaba

Contribuíram para o resultado os desempenhos do comércio varejista ampliado (+1,4%) e do setor de serviços (+1,6%). De janeiro a março, o PIB capixaba acumula alta de 0,5%. O motivo é o expressivo aumento das vendas no varejo restrito (+9,3%) e no varejo ampliado (+20%).

Na comparação com o primeiro trimestre de 2017, a variação positiva do PIB capixaba foi influenciada pelo desempenho do comércio varejista ampliado, que registrou crescimento de 20%.

Na variação acumulada em quatro trimestres, a economia capixaba registrou o melhor resultado dos últimos dez anos: crescimento de 2,1%. “O resultado do PIB do primeiro trimestre foi positivo, seguindo o ritmo de recuperação da economia. Registramos crescimento em todas as bases de comparação”, explica a diretora-presidente do Instituto Jones dos Santos Neves, Gabriela Lacerda.

O PIB representa a soma, em valores monetários, de todos os bens e serviços finais produzidos numa determinada região, durante um determinado período. Este é um dos indicadores mais utilizados para medir a atividade econômica de uma região. Calculado pelo IJSN, o PIB trimestral reflete a situação econômica no curto prazo. O indicador antecede o cálculo do PIB anual, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Conteúdo Publicitário