Sete pessoas presas após terror em Vitória

ônibus
Um ônibus do Transcol foi incendiado nesta manhã. - Foto: internauta

De acordo com o secretário da Sesp, os ataques estão sendo investigados para verificar a ligação com a morte de um jovem do Bairro da Penha, em Vitória

A manhã desta sexta-feira (14) foi um terror para moradores e pessoas que passaram pelas principais avenidas de Vitória. Em coletiva de imprensa, o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Civil, Roberto Sá, afirmou que sete pessoas foram presas.

Segundo o secretário, as prisões estão sendo investigadas para verificar a ligação dos ataques com a morte de um jovem de 17 anos no Bairro da Penha, região liderada pelo tráfico de drogas e que está ocupada pela Polícia Militar (PM).

policiais
Policiais militares e civis estiveram nos locais e liberaram as pistas. – Foto: internauta

“Tomamos conhecimento de um óbito que deu entrada no [hospital] São Lucas, que é ali da região também: São Benedito, Bonfim, Bairro da Penha. Esse óbito será objeto de uma investigação rigorosa. Há a informação de que, lamentavelmente, esse jovem tinha envolvimento com o tráfico, o que não justifica. Esse óbito vai ser investigado como todos os outros são”, afirmou ele.

Roberto Sá afirmou ainda que o contingente de policiais na rua aumentou por motivo de segurança. “Militares que normalmente ficam com serviços administrativos foram convocados para irem às ruas. Entretanto, a informação sobre o quantitativo não pode ser informada porque é estratégica”, disse.

Ataques

A insegurança está tomando conta da cidade. Criminosos armados fecharam as Avenidas Leitão da Silva e Marechal Campos, em Vitória, comandando o fechamento de estabelecimentos. Após a ordem, soltaram fogos de artifício, atiraram e causaram desespero em moradores e pessoas que passavam por lá.

Toda a ação foi registrada por moradores e pessoas que passavam pela via. Poucos minutos depois, a Polícia Militar (PMES) chegou ao local. Além disso, pelo menos dois helicópteros da corporação estão sendo usados na operação.

ataque
Bombeiros apagando fogo em ônibus na Grande Vitória. – Foto: Divulgação

Na Avenida Marechal Campos, dois ônibus foram alvos de pedradas. Testemunhas contam que os criminosos colocaram fogo no Transcol, mas a população conseguiu conter as chamas. Já na Avenida Maruípe, quatro criminosos armados entraram em um ônibus, obrigaram passageiros a descer e deram tiros para o alto. Depois, atearam fogo no coletivo.

As polícias liberaram as avenidas e continuam no local. Por medo, as lojas continuam fechadas e pedestres e motoristas evitam transitar nas avenidas.