23.9 C
Vitória
segunda-feira, 24 junho, 2024

Pep Guardiola já tem data para deixar o City, aponta jornal

A informação é de que o treinador espanhol planeja mudar de ares tão logo acabe o vínculo atual com a equipe de Manchester, em junho de 2025

O técnico Pep Guardiola comandou o Manchester City ao inédito tetracampeonato Inglês e ao primeiro título da Liga dos Campeões conquistado pelo clube. No entanto, a vitoriosa parceria pode chegar ao fim na próxima temporada.

A informação do jornal britânico Daily Mail é de que o treinador espanhol planeja mudar de ares tão logo acabe o vínculo atual com a equipe de Manchester, em junho de 2025. A alegação vai de encontro com a declaração de Guardiola ao ser perguntado sobre uma possível renovação de contrato.

- Continua após a publicidade -

“A realidade é que estou mais perto de sair do que de ficar. São oito anos, serão nove. No momento, a sensação é só que quero ficar na próxima temporada”, disse ele depois da conquista do Campeonato Inglês 2023/24. De acordo com a publicação, o Manchester City quer a extensão do contrato, mas vai dar espaço para o técnico decidir sobre o futuro.

Pep Guardiola tem 53 anos e 38 troféus como treinador. A carreira começou em 2008, no Barcelona, onde levantou 14 taças. Em 2013, o espanhol assumiu o comando do Bayern de Munique, e chegou a sete campeonatos conquistados no time alemão até 2016, quando assinou com o Manchester City.

No clube inglês, o técnico já soma 17 títulos: Campeonato Inglês (2017/18, 2018/19, 2020/21, 2021/22, 2022/23 e 2023/24), Copa da Liga Inglesa (2017/18, 2018/19, 2019/20 e 2020/21), Supercopa da Inglaterra (2018/19 e 2019/2020), Copa da Inglaterra (2018/19 e 2022/23), Liga dos Campeões (2022/23), Mundial de Clubes (2023) e Supercopa da Europa (2023). Com informações Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA