26.9 C
Vitória
sexta-feira, 5 março, 2021

Pátria Amada com Economia Recuada

Mais Artigos

Foto: Reprodução

O Banco Central apresentou em janeiro, uma prévia para o PIB de 2020: queda de 4,5%

Por Arilda Teixeira 

Neste século, queda nessa proporção, só se registrou em 2007 (-5,4%) e 2008 (-5,1%), auge da crise do subprime. Reforça a percepção de baixo dinamismo da economia brasileira.

O IBGE trará os resultados completos de 2020, quando divulgar o PIB do 4º trimestre. Vamos aguardar.

À essa altura dos acontecimentos até as areias da praia conhecem os fatores determinantes da desaceleração da economia brasileira: deficiências do parque produtivo em consequência de um sistema tributário anacrônico, estrutura regulatória enviesada politicamente, baixo nível tecnológico, mercado de trabalho desqualificado.

Em 2020, inadvertidamente, veio-nos o fator agravante dessa desaceleração: a pandemia de Covid. Menos por ser pandemia, e mais pelos critérios inoportunos e equivocados utilizados pelo Chefe do Poder Executivo para lidar com ela.

Daí para a quase paralização foi um pulo.

A questão é que esses fatores agravantes aumentaram o custo de oportunidade para recolocar a economia brasileira na rota do crescimento. Com isso, reduziram sua atratividade como mercado, o que afastou o Investimento Estrangeiro (IE) para o Brasil.

O problema é que esse tipo de investimento é decisivo para criar infraestrutura e ampliar o parque produtivo dos países receptores. Mas, para atraí-lo, precisa garantir o retorno esperado pelo investidor. Assim, sua atratividade depende de segurança jurídica e lucratividade – insumos inexistentes na economia brasileira neste momento.

Por exemplo, os países em desenvolvimento absorvem 72% do fluxo global de IE. Dentre eles, a China é o principal mercado de destino desses investimentos. Em 2020 ela teve aumento de 4% do seu influxo de IE devido sua capacidade de controlar a pandemia do Covid e preservar as oportunidades de negócio no seu mercado.

Enquanto isso, a economia brasileira, a reboque dos desencontros entre Governo e Equipe Econômica, conseguiu a proeza de resgatar sua imagem de mercado não atrativo que outrora carregou, e que agora a leva a amargar uma perda de 50% do seu influxo de IE – um vexame e um desperdício.

Em 2020 houve queda de 42% no fluxo de IED para o mundo; de 46% para a América do Norte; de 18% para a África; 37% para América Latina e Caribe; 4% para parte da Asia que abriga somente países em desenvolvimento; 69% para economias desenvolvidas; 77% para economias em transição; 12% para países em desenvolvimento.

Essas estatísticas sugerem o foco do IE para os mercados emergentes; consequentemente, a importância de esses mercados serem estáveis para concretizar a parceria.

Brasil, Rússia, Índia e China são membros do BRICS. Brasil e Rússia perderam, respectivamente, 50% e 96% de fluxo de IE em 2020. Em contrapartida, China e Índia ganharam esse fluxo em, respectivamente, 4% e 13%. Por quê? O tratamento que cada um deu para combater o vírus sem perder a perspectiva da economia. Em circunstâncias como esta tem que haver bom senso para saber a hora de puxar e a de empurrar, porque a economia sempre está debaixo de um cobertor curto. Quando cobre a cabeça, descobre o pé. Não adianta o MDIC atenuar a gravidade da situação externa do Brasil com estatísticas do Balanço Comercial. Elas não informam a capacidade de inserção externa, e/ou seu grau de abertura da economia, passaporte para negociar com o resto do mundo.

Arilda Teixeira – Economista e Profa da Fucape

ES Brasil Digital

ESBrasil-185
Continua após publicidade

Fique por dentro

Cesta básica fica mais barata em Vitória no mês de fevereiro

O levantamento do Dieese apontou que a queda foi uma das maiores registradas entre as capitais na última pesquisa.

CVM confirma investigação de ‘insider trading’ na Petrobras

Investidor desconhecido lucrou R$ 18 milhões em compra de papéis. A operação só faria sentido se ele tivesse informação privilegiada, o que é crime no Brasil desde 2001.

Produção de veículos recua 3,5% em fevereiro ante fevereiro/2020, diz Anfavea

Entre carros de passeio, utilitários leves, caminhões e ônibus, 197 mil veículos foram montados em fevereiro, o volume mais baixo dos últimos sete meses Por...

Ufes registra quarta cultivar de café conilon junto ao Mapa

O trabalho de pesquisa foi realizado em parceria com a UFRJ e resultou numa cultivar propícia para produção de café solúvel.

Vida Capixaba

Em documentário experimental, mulheres revelam desafios enfrentados na música

A produção audiovisual vai ao ar na próxima segunda, 8, "Dia Internacional Da Mulher"

MORENNA realiza exame do COVID para gravação de clipe

Cantora capixaba realiza exame do COVID em mais de 30 pessoas de sua equipe para poder realizar gravação de videoclipe Aposta da Warner Music como...

Crianças podem, sim, usar creme dental com flúor

É o que afirma Moysés Netto cirurgião dentista, professor universitário em odontopediatria e doutor em ciências da saúde

Condenado a 44 anos por estupro de criança em São Mateus

Caso ganhou repercussão nacional por causa de gravidez da vítima, que tinha 10 anos e é sobrinha do agressor.