22.1 C
Vitória
domingo, 23 janeiro, 2022

Pai “herói”

O podcaster profissional Renan Alves com os filhos Emmanuel, 4, e Miguel, 2. - Foto: Renato Cabrini

A cada dia mais, ter superpoderes é estar presente em cada uma das fases da vida dos filhos

“Apesar de todos os problemas e do cansaço depois de mais um dia de trabalho, ele sempre ia até a minha cama pra ver se eu estava bem, se não tinha febre, ou só pra arrumar a coberta. Se me encontrava ainda acordado, contava uma história. Quantas vezes me carregou no colo… E a responsabilidade de ensinar a matemática também era dele. Não era manso quando precisava me corrigir, muitas vezes até excedia no tom de voz, mas eu sabia que se ‘o bicho pegasse’ era ele quem me socorreria. Se eu for capaz de me tornar pro meu filho tão importante quanto ele é pra mim, se eu conseguir transmitir os mesmos valores com a mesma eficiência, vou estar realizado como pai.”

A declaração é do em engenheiro mecânico Michel de Fraipont, mas poderia ser de muitos de nós, com pequenas variações. Pai dos universitários de Medicina Carolina, de 22 anos, e de Direito Matheus, 20, e das estudantes Julia, 18, Luiza, 8, Michel faz ainda um importante apontamento sobre a responsabilidade dessa “gratificante” tarefa. “Os filhos captam detalhes de nós que nem percebemos”. Simples gestos do dia a dia que marcam para sempre a vida dos pequenos.

Desde os primórdios os homens mostram que são os provedores do lar e importantes na tarefa de impor a “lei” familiar.  E se antes ficavam por conta do trabalho, deixando a missão de educar os filhos estritamente às mães, hoje isso mudou, e muito. Os pais estão cada vez mais participativos e buscam ser presentes nas diversas atividades de seus “herdeirinhos”, mesmo que já bem crescidos. E por mais sérios que sejam, como não se derreter quando os bebês sorriem ou quando fazem uma pequena “arte”?

O editor de vídeos Clayton Muniz afirma que é importante ser um exemplo para os filhos Eric e Suri. – Foto: Divulgação

A figura paterna continua a representar autoridade e imposição dos limites, disciplinando a criança desde os primeiros passos. O editor de vídeos Clayton Muniz, 37, é um “paizão”. Apesar de muito brincalhão, defende que acompanhar a vida dos filhos, Erick, 12, e Suri, 3, é coisa muito séria, e faz toda diferença na formação das crianças. “Toda criança é igual, só muda o endereço. E não podemos ser relapsos, temos que cobrar certas atitudes para que eles sejam seres humanos corretos. Com o advento da internet, a quantidade de informações é tão vasta que é necessário fazer um filtro para que não se percam no meio desse universo”, destaca Muniz.

O analista de sistemas Leonardo Ramalho disse que acompanha as relações sociais da filha Ester. – Foto: Divulgação

O consultor de tecnologia da informação Leonardo Ramalho, 38, também não deixa de acompanhar as relações sociais, da filha Ester, 4, fazendo-se presente em “absolutamente tudo na vida da pequena”, mesmo trabalhando em outro município. “Vejo todas as postagens em mídias sociais feitas pela escola, recebo informações dos professores sobre as atitudes dela. Ela é uma criança extrovertida e de fácil relacionamento, muito amável com os amiguinhos, mas ainda não aprendeu a receber negativas, como a maioria das crianças”, observa ele.

Segundo a psicóloga Deidre Milli, é importante o pai conversar com a criança e entender o que ela sente, a fim de estabelecer um vínculo saudável entre eles. “Quando os pais falam o que precisa ser feito e a criança argumenta, é importante ouvir o que ela tem a dizer, respeitar o seu ponto de vista e ter paciência para explicar o sentido do que está sendo imposto, de um modo que ela possa entender que se trata de um cuidado”, afirma.

Já o podcaster profissional Renan Cirilo Alves pontua que busca construir laços com os filhos, Julia, 15, Emmanuel, 4, e Miguel, 2, baseados em confiança e muita alegria. “Procuro ser muito presente. Geralmente sou eu quem faz o café da manhã para eles, dou banho e levo à escola e busco. Sinto falta de sair mais com eles nos fins de semana para variar os ambientes. Quando vamos a algum sítio, praia, casa das vovós ou outros lugares, eles ficam eufóricos”, comenta.

Como está o comércio?

Comemorada no segundo domingo do mês de agosto e considerada a quarta data mais importante para o comércio, o Dia dos Pais cria grandes expectativas nos lojistas. Isso porque os clientes buscam todos os mais variados tipos de presentes, o que alavanca também a economia capixaba. Para aquecer as vendas, os estabelecimentos apostam em promoções e enfeite de vitrines e sugerem as melhores opções de “mimos”. Presentes que vão desde óculos, sapatos, jantares em restaurantes e até mesmo viagens.

Em 2018, houve o melhor desempenho dos últimos seis anos, segundo pesquisa realizada pelo Serasa Experian. Durante a semana que antecedeu à data, de 6 a 12 de agosto, as vendas subiram 3,9% em relação ao período correspondente ao ano anterior (7 a 13 de agosto). No fim de semana do Dia dos Pais (10 a 12 de agosto), houve aumento de 1,1% em todo o país na comparação com o mesmo intervalo equivalente a 2017 (11 a 13 de agosto).

Os lojistas também estão confiantes. O empresário Rachid Assad, responsável pelas lojas Maschio, afirma que os produtos mais vendidos para os pais são as camisas e as bermudas. A expectativa é de crescimento de 5% nas vendas em confronto com 2018.

Já a empresária Flavia Pacheco, que administra a loja RPacheco Noivos, em Vitória, com a irmã Rachel, ressalta que nessa data é atendido um público que vai desde o mais clássico ao mais moderno. “Acredito que as nossas vendas devem aumentar em torno de 50%”, diz Flávia.

Promoções

E nada como presentear aproveitando aquela promoção, não é? Segundo Assad, as sete lojas da Maschio espalhadas pela Grande Vitória prometem conquistar os clientes e ainda comemorar o Dia dos Pais em grande estilo. “Vários itens estão em promoção e, na compra acima de R$ 500, o cliente ganha uma carteira de couro”, conta.

O empresário reforça que a promoção está casada com a comemoração de 30 anos da marca. “Este ano o Dia dos Pais tem um valor especial para nós. Estamos criando uma campanha especial, com descontos e surpresas para nossos clientes”, finaliza.

 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade