Primeiro paciente recuperado do coronavírus

Coreia_coronavírus
Vista geral da placa exterior dos escritórios da empresa Sanofi. (Foto: EFE / Cj Gunther / Arquivo)

O paciente é da Coreia do Sul. Outros infectados permanecem estáveis. Segundo informações, a primeira pessoa diagnosticada no país também será liberada na quinta-feira (06)

O Centro Médico Nacional de Seul anunciou nesta quarta-feira (05) que concedeu alta a primeira pessoa na Coreia do Sul que se recuperou do coronavírus. Inicialmente, a epidemia foi registrada na cidade de Wuhan, na China.

O homem sul-coreano, de 55 anos, foi o segundo caso de coronavírus detectado no país e passou 13 dias em quarentena. O paciente tinha voltado de uma viagem a Wuhan no dia 22 de janeiro e foi diagnosticado com resultado positivo dois dias depois.

Esse é o primeiro dos 18 pacientes identificados com a doença a receber alta médica. Ele passou por vários testes consecutivos que apresentaram resultados negativos após a quarentena, segundo informou o Centro de Controle e Prevenção de Doenças da Coreia.

É provável que a primeira pessoa diagnosticada no país, um turista de Wuhan, seja liberado nesta quinta-feira (06). O médico responsável pelo tratamento, Jin Beom-Sik, pretende acompanhar a saúde do paciente de perto nos próximos dias, pois ele pode “ter complicações inesperadas”.

NOVOS CASOS

Nesta quarta-feira (05), a Coreia anunciou dois novos casos de coronavírus. Uma das pessoas é a filha de um dos infectados anteriormente, e o outro, um homem que esteve em contato com um malaio, em Singapura.

Desde a terça-feira (04), o país proíbe a entrada de estrangeiros que tenham estado em Hubei, província onde está localizada Wuhan, nos últimos 14 dias. Especialistas em saúde pedem ao governo que estenda essa restrição para outras regiões, dado o alcance da doença na China. Quase 500 pessoas já morreram em decorrência do novo vírus.

*Da redação, com informações da agência EFE.