24.4 C
Vitória
segunda-feira, 8 agosto, 2022

Operação identifica mercadorias irregulares nas divisas capixabas

mercadorias irregulares
Foto: Reprodução

A “Operação Fecha Divisas” tem como objetivo coibir a sonegação fiscal e o transporte interestadual irregular de mercadorias nas divisas capixabas

Por Munik Vieira

Durante a operação, foram feitas blitze para verificação de cargas nas ligações rodoviárias do Espírito Santo com os Estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e Bahia.

Auditores fiscais participam de operação nas divisas do Espírito Santo. Foto: Reprodução Governo ES

“Na divisa com a Bahia foi apreendido um caminhão baú transportando autopeças sem notas fiscais. Já na divisa com o Rio de Janeiro, fiscalizamos outro caminhão transportando sucatas. Durante os trabalhos, também foram identificadas cargas de chapas de MDF, bem como Equipamentos de Proteção Individuais, de granito e lajotas, todas sem documentação fiscal. A autuação chegou a um total de R$ 96,7 mil”, informou o auditor fiscal Germanni Baptista Herzog, supervisor de Mercadorias em Trânsito da Receita Estadual.

A operação foi realizada nessa semana pela Secretaria da Fazenda (Sefaz), em parceria com o Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) e as Polícias Militar e Rodoviária Federal.

Os auditores fiscais que participaram da ação registraram que na divisa com Minas Gerais, a maior parte das cargas era de produtos fertilizantes. Na divisa com a Bahia, houve grande movimento de granito, e na divisa com o Rio de Janeiro, produtos diversos. “Lá, observamos cargas de vários tipos: granito em blocos e chapas, açúcar, medicamentos, frutas, madeira, entre outros”, acrescentou o auditor fiscal Eraldo Pontes Schayder.

O auditor fiscal e gerente Fiscal Arthur Nunes lembra que outras operações como essa estão previstas para serem realizadas nos próximos meses. “O objetivo é intensificar e aprimorar essas atividades, que não só coíbem a sonegação fiscal de forma direta, mas também têm papel primordial na educação fiscal e transformação de condutas”, disse Nunes.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade