16.9 C
Vitória
sábado, 31 julho, 2021

Oito homicidas são presos em intervalo de seis horas na Grande Vitória

As forças de segurança do Espírito Santo seguem trabalhando incansavelmente. Nessa terça-feira (20), operações deflagradas por diversas unidades policiais resultaram na prisão de oito homicidas na Grande Vitória.

Por Munik Vieira

O que chama atenção é o tempo que as forças de segurança levaram para executar as ações: apenas seis horas, entre seis da manhã e meio-dia da última terça.

Dos detidos, sete estavam no município de Cariacica e um na Serra. As prisões são resultado da integração entre Polícia Civil (PCES), Polícia Militar (PMES), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e outros órgãos de segurança, conforme preconizado pelo Programa Estado Presente em Defesa da Vida.

A prisão qualificada de homicidas é um dos focos da estratégia para combate à criminalidade violenta da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp). “Quando falamos em integração entre as diversas forças de segurança, é com este objetivo: retirar homicidas e criminosos perigosos do convívio social para que paguem pelos seus crimes, conforme determina a lei. Agradecemos a todos os policiais que trabalharam para realizar essas prisões”, destacou o secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Alexandre Ramalho.

As prisões

Entre os detidos nessa terça-feira (20), está um dos dez criminosos da lista dos mais procurados da Sesp. Policiais militares da 3ª Companhia do 7º Batalhão, em Cariacica, detiveram um membro do grupo criminoso que domina o tráfico de drogas no Morro do Quiabo, em Cariacica, com dois mandados de prisão em aberto por homicídio. Ele foi preso no bairro Porto de Santana, portando uma pistola 9 mm.

Concomitantemente, policiais civis da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Linhares se deslocaram até o bairro Vila Prudêncio, em Cariacica, onde cumpriram mandados de prisão contra dois irmãos gêmeos, de 45 anos, suspeitos de envolvimento na morte do ativista político Jonas Soprani, morto a tiros no dia 23 de junho, em Linhares, norte do Estado. As diligências contaram com apoio de policiais militares do 7º Batalhão.

Ainda em Cariacica, no bairro Nova Canaã, policiais militares da Força Tática prenderam um indivíduo de 19 anos, suspeito de envolvimento no homicídio de um adolescente cadeirante, morto em março deste ano. Ele foi detido portando uma submetralhadora e uma mochila repleta de entorpecentes.

Já em Nova Rosa da Penha l, equipes das Delegacias de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPPs) de Cariacica e de Viana e da Polícia Rodoviária Federal prenderam três suspeitos de integrarem a associação criminosa que atua no bairro e responsáveis por um homicídio ocorrido em maio deste ano.

Ainda na manhã de terça-feira (20), equipes da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Delegacia Especializada de Narcóticos (Denarc), ambas de Aracruz, e da Polícia Militar prenderam um homem de 28 anos condenado por homicídio e apontado como o principal responsável por coordenar o tráfico de drogas no bairro Polivalente, em Aracruz.

Todos os detidos foram conduzidos ao sistema prisional e permanecem à disposição do Poder Judiciário. Operações integradas continuam em andamento e a população pode contribuir com informações de forma anônima por meio do Disque-Denúncia 181.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade