20.5 C
Vitória
domingo, 5 julho, 2020

O Android está preparado para o mercado corporativo?

Leia Também

Partida entre Fluminense e Botafogo será transmitida em TV aberta

Equipes se enfrentam neste domingo pela semifinal da Taça Rio. Saiba mais! Os torcedores de Fluminense e Botafogo poderão acompanhar pela televisão aberta a semifinal...

Sono e saúde mental em tempos de pandemia. Como lidar com isso?

As pessoas estão ou mais sozinhas, ou com mais pessoas convivendo por muito tempo, toda uma rotina foi modificada e dormir pode tornar-se desgastante.

Live beneficente com repertório de covers e canções autorais

Como a primeira live deixou um gostinho de quero mais, desta vez, o artista reuniu músicos parceiros e fará um show completo pelo YouTube.

Presidente sobrevoou áreas afetadas por ciclone em Santa Catarina neste sábado

"Governo está a disposição para ajudar os atingidos", diz Bolsonaro. Confira! O presidente Jair Bolsonaro sobrevoou, hoje (4), áreas de Santa Catarina afetadas pelo ciclone...

O sistema Android está preparado para o mercado corporativo? O sistema operacional do Google tem ganhado adeptos no mercado doméstico, e sua flexibilidade pode garantir novos mercado, incluindo as empresas. A conquista do mercado de celulares, com suas taxas de crescimento de dois dígitos, é o objetivo de muitas empresas como Apple (iOS), Google (Android), RIM (Blackberry), Nokia e Microsoft (Windows Phone). Cada uma à sua maneira, tenta convencer usuários e empresas a aderirem a sua plataforma. Apesar dos vários concorrentes, ao que tudo indica, dois deles têm reais chances de brigar pela liderança: a Apple e o Google.

O iPhone já conquistou sua legião de adeptos com sua interface fácil, design diferenciado e uma grande disponibilidade de aplicativos na loja da Apple.

De outro lado, o Android, com menos de dois anos de mercado, vem literalmente “correndo por fora” e ganhando mais adeptos no mercado doméstico a cada dia. Nos Estados Unidos, ele já é a terceira plataforma mais popular, com 17% do mercado, segundo pesquisa da consultoria ComScore.

A dúvida é: será que o Android terá a capacidade de repetir este sucesso no mercado corporativo? Mesmo com as críticas ao sistema, por causa das várias versões utilizadas pelas operadoras, eu acredito que sim, devido às seguintes questões.

Um ponto importante na aceitação do Android é a sua flexibilidade na utilização do sistema em diversos celulares de diferentes fabricantes. Isto permite uma oferta diferenciada de aparelhos que podem atender a necessidades específicas das empresas. Isto também significa concorrência entre os fabricantes, o que é bom para o cliente. O sistema também inclui nativamente o recurso de ser multitarefa, permitindo a execução de vários aplicativos ao mesmo tempo. Com certeza, uma característica necessária para os usuários corporativos.

A forma de acesso aos aplicativos disponíveis também deixa clara a diferença entre as duas plataformas. Ao contrário da Apple Store, que oferece apenas os aplicativos aceitos pela fabricante, no caso do Android Market a oferta de apps é mais democrática e permite que os desenvolvedores ofereçam aplicações de acordo com os interesses e exigências de seus clientes. A flexibilidade na oferta de aplicativos nos leva a outra questão: como é a segurança do sistema Android?

Nenhum sistema operacional, móvel ou para desktop, pode oferecer uma segurança completa mas, em relação a isso, parece que não haver dúvida de que o Android é o vencedor, devido à sua origem baseada no Linux. No Android, os aplicativos são executados com permissões específicas que controlam o que o app pode ou não fazer. Outra vantagem está na própria filosofia da diversidade: como acontece com o Linux, a plataforma aberta significa que a comunidade mundial de desenvolvedores e usuários pode acompanhar e melhorar a segurança.

Outras questões, como a flexibilidade de personalização e custo, fazem com que o Android esteja pronto tanto para o mercado doméstico como para o corporativo.

Gilberto Sudré é especialista em Segurança da Informação e Perito em Computação Forense

Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

esbrasil_177
Continua após publicidade

Fique por dentro

O exemplo cooperativista para enfrentar crises

O cooperativismo é uma forma cada vez mais eficaz para avançar em momentos de crise, ainda mais num mundo que se desenha cada vez mais colaborativo.

Hoje é o último dia para pedir o auxílio emergencial

Prazo para novos cadastros termina nesta quinta às 23h59. Saiba mais! Para quem ainda não se cadastrou a fim de receber o auxílio emergencial de R$...

Depois de dois meses em queda, produção industrial cresce 7% em maio

Alta é a maior desde junho de 2018 (12,9%), diz IBGE. Confira! A produção industrial brasileira avançou 7% na passagem de abril para maio deste...

Confiança do empresário sobe em junho pelo segundo mês, diz FGV

Índice atingiu 80,4 pontos em escala de zero a 200 pontos. Saiba mais! O Índice de Confiança Empresarial (ICE) medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV)...

Vida Capixaba

Live beneficente com repertório de covers e canções autorais

Como a primeira live deixou um gostinho de quero mais, desta vez, o artista reuniu músicos parceiros e fará um show completo pelo YouTube.

Veja como ficará o tempo neste fim de semana!

Segundo o Incaper, a previsão do tempo é de aberturas de sol, mas também poderá ocorrer chuvas em algumas regiões do Estado.

Grandes clássicos apresentados no segundo concerto on-line da Osses

A exibição virtual, que faz parte do projeto “[email protected] Sinfônica In Live”, começará às 20 horas, nas mídias sociais do Projeto Casa Verde.

O clássico tricot retorna à moda com o inverno

Desde que caiu na graça das fashionistas, o tricot ganhou recortes e estampas mais atuais e se consolidou como a peça chave dos looks de inverno nos últimos anos.
Continua após publicidade