Como proteger os dispositivos e garantir uma navegação segura?

campus party
É primordial ter uma rede de navegação criptografada para garantir dados mais seguros. - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

No dia em que se comemora o Dia da Internet Segura, especialista em tecnologia dá dicas para evitar violações na rede ao utilizar o wi-fi gratuito

Nos dias de hoje é muito difícil encontrar alguém que não esteja conectado à internet, certo? Entretanto, engana-se quem acha que conectar o smartphone, o notebook ou o tablet à rede wi-fi aberta pode ser totalmente inofensivo.

De acordo com os dados do site SaferNet, o Dia da Internet Segura, comemorado nesta terça-feira (11), serve como um alerta para a população se conscientizar sobre o uso seguro, ético e responsável da rede.

A data foi criada pela Rede Insafe na Europa com o objetivo de mobilizar usuários e instituições a estimular o uso livre e seguro das tecnologias de informação. Atualmente, reúne mais de 140 países e implanta ações sobre o uso responsável da internet que, geralmente, acontecem entre os meses de janeiro e fevereiro.

celular
O celular é uma porta de entrada para acessos de hackers por causa da navegação insegura. – Foto: Reprpdução

Segundo o especialista em Tecnologia da Loga Internet, Renato Souza, é preciso saber que as redes abertas podem ser facilmente utilizadas por cibercriminosos dispostos a capturar informações dos dispositivos, incluindo senhas e dados bancários.

“Dessa forma, é necessário estar sempre atento e optar por algumas precauções que minimizam as chances do aparelho ser invadido”, destaca. Confira seis dicas para evitar transtornos ao acessar as redes abertas.

Internet gratuita

Assim como Vitória, a cidade de Vila Velha já dispõe de internet gratuita para os moradores e turistas que circulam pelo município. Para utilizar a rede municipal, basta procurar um ponto de acesso, solicitar a conexão e fazer o cadastro por meio das redes sociais ou via validação por e-mail.

“O acesso é bem simples. A conexão pode ser realizada via celular ou tablete. A rede é aberta”, explicou o subsecretário de Tecnologia da Informação da Prefeitura de Vila Velha, Marcelo Leal.