27.1 C
Vitória
quinta-feira, 27 janeiro, 2022

Museu Capixaba do Negro e Circuito Cultural retomam aulas em Vitória

mucane
Foto: Divulgação

 

Mucane retoma, nessa segunda-feira (14), as aulas das turmas já iniciadas em 2020 das oficinas presenciais de capoeira, violão e cavaquinho. Na data também voltam as atividades do Circuito Cultural

No que depender da Secretaria Municipal de Cultura (Semc), o mês de junho será bastante produtivo no quesito “formações culturais”.

Com a capital classificada em risco moderado no 59º Mapa de Risco para transmissão do coronavírus, o Museu Capixaba do Negro “Verônica da Pas” (Mucane) retoma, nesta segunda-feira (14), as aulas de suas oficinas no formato presencial.

Vão participar das atividades todos os alunos já matriculados na instituição. Ao todo, três oficinas serão desenvolvidas no espaço: capoeira e violão, que estavam em andamento no formato remoto, e cavaquinho, que começa na segunda-feira.

Confira os horários:

Capoeira: quartas e sextas-feiras, das 18 às 22 horas.

Violão: sextas-feiras, das 8 às 17 horas.

Cavaquinho: segundas e sextas-feiras, das 17 às 21 horas.

Parcerias

Além das três oficinas, o Mucane retoma, também nesta segunda (14), outras parcerias, como os ensaios do Coletivo Performances Itinerante, grupo formado por jovens negros de comunidades da capital, e a oficina de tamborim.

“O Museu Capixaba do Negro é um espaço de extrema importância para a história da cultura afro-brasileira dentro do território capixaba e, nos últimos quatro anos, é a residência do Coletivo de Performances Itinerante. Nesse lugar, desenvolvemos estudos, pesquisas, oficinas, montagem de espetáculos e rodas de debate cultural, onde buscamos enriquecimento, inovação, aprimoramento e a manutenção da nossa herança ancestral. O Mucane é a casa da história de um povo guerreiro, destemido e lutador”, afirmou o diretor artístico e bailarino do Coletivo, Jadson Titânio.

Esquentando os tamborins

Juliana Barcellos, instrutora da oficina de tamborim, explica que o intuito das aulas é a formação de ritmistas para o Carnaval de Vitória.

“Coloco à disposição da oficina toda a minha experiência de mais de 20 anos em percussão de escola de samba, todos eles dedicados à agremiação Unidos da Piedade. Além dessa bagagem, integro o Grupo Raízes da Piedade, que desenvolve atividades socioculturais nas comunidades do Centro de Vitória. A oficina abordará estudo de técnica, notação e percepção rítmica aplicada ao tamborim, exercícios de interdependência das mãos, frases, desenhos rítmicos, subidas e bossas e prática de arranjos para tamborim de grandes sambas dos carnavais de todos os tempos”, detalhou Juliana.

Cuidados

De acordo com a coordenadora do Mucane, Thaís Souto Amorim, assim como nos demais espaços culturais de Vitória, o retorno das atividades presenciais será com todos os cuidados e protocolos.

“Estamos seguindo rigorosamente todos os protocolos de segurança. Todas as nossas turmas estão limitadas a cinco alunos por atividade, e a utilização de máscaras e álcool em gel é obrigatória”, disse Thaís.

Com informações da Prefeitura de Vitória

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade