26 C
Vitória
terça-feira, 23 abril, 2024

Chuvas deixam municípios prejudicados e pessoas fora de casa

As chuvas que atingiram o Estado desde o domingo (1º) deixaram mais de 450 pessoas fora de suas residências e ruas completamente alagadas

A chuva continua causando estragos em várias regiões do Espírito Santo. Desde o domingo (1º) os capixabas sofrem com os impactos. Até o momento, 322 estão desalojadas; 145 desabrigadas; e duas feridas.

As cidades que registraram maiores acumulados de chuva nas últimas 24 horas, de acordo com a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, do Corpo de
Bombeiros Militar do Estado do Espírito Santo (CBMES), foram Colatina (64,04 mm); São Domingos do Norte (59,68 mm) e Cariacica (52,87 mm).

- Continua após a publicidade -

Moradores dos bairros Novo Horizonte, Vila Rica, Bairro Operário, em Cariacica, sofrem com os efeitos das chuvas. Por onde passa o rio Formate, que transbordou, os prejuízos deixados pelo alagamento são grandes e a lama permanece nas residências.

cariacica
Cariacica registrou um cumulado de 52.87 mm de chuva nas últimas 24 horas.- Foto: Reprodução

Diversos pontos em Vila Velha, o quarto município em que mais choveu (33,64 mm), estão alagados. No bairro Vila Garrido a laje de uma residência cedeu. Em Jardim Marilândia, a água continua nas ruas e não há sinal de baixar.

Sul do Estado

Em Alfredo Chaves, o rio Beneventes, que corta o município, subiu cerca de seis metros e alagou ruas da cidade. O acesso da cidade pela BR-101 ficou bloqueado. O coordenador da Defesa Civil do município afirma que a situação é crítica e a previsão é de que o rio continue subindo.

Em Iconha, houve queda de barreira nas localidades de Campinho, Pedra Lisa e Santo Antônio, e há equipes trabalhando no local. Ponte de Campinho cedeu parcialmente e está interditada. O rio subiu a média de 5 metros.

Diversos pontos de alagamento também em Mimoso do Sul. Por lá, a água invadiu residências e pontos de comércio. Houve deslizamento sobre uma residência, sem vítimas.

chuvas castelo
No interior do Estado, ruas estão alagadas por conta do nível dos rios. – Foto: Reprodução / Aqui Notícias

O Rio Itapemirim, em Cachoeiro, subiu 3 metros. Já o Rio Castelo subiu 4,22 metros. Em Mimoso do Sul, subiu 2,5.

Estradas

Os motoristas que atravessam diversos pontos das estradas que cortam o Estado precisam ficar em estado alerta. Na BR 101, no km 299 (Viana), o tráfego segue pelas vias centrais, já no km 327 (Guarapari), tráfego segue por uma faixa sentido Vitória.

Na BR 262, devido à chuva, há cones sinalizando que a pista está cedendo no km 34. Já no km 35 há lama na pista sentido Vitória, mas o trânsito flui normalmente.

Na ES 146, um movimento de massa no trecho BR 262 x Alfredo Chaves deixa as autoridades preocupadas, que pedem aos condutores que tenham muita atenção.

Tempo

Nesta terça-feira (03), a Zona de Convergência do Atlântico Suil (ZCAS) se posiciona mais ao Sul do Espírito Santo e a instabilidade diminuirá um pouco. Mas são esperadas pancadas de chuva em alguns momentos nas regiões Sul e Serrana, podendo ser moderadas em alguns pontos. As demais regiões têm aberturas de sol e chuva passageira e esparsa.

Na quarta-feira (04), a ZCAS volta a posicionar seu eixo sobre o Espírito Santo na quarta-feira. O dia começa com aberturas de sol e até abafado na maioria das regiões, mas ocorrem pancadas de chuva com trovoadas e possíveis rajadas de vento em alguns trechos, a partir da tarde. Na Região Sul e parte da Serrana, a chuva pode começar já pela manhã.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA