Eurico Miranda, ex-presidente do Vasco, morre aos 74 anos

Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Conhecido como controverso e cheio de frases de efeito, o ex-presidente do alvinegro teve complicações devido a um câncer no cérebro

Polêmico e irreverente. Assim era conhecido Eurico Miranda, ex-presidente do Vasco, que faleceu aos 74 anos nesta terça-feira (12), vítima de complicações devido a um câncer no cérebro, no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

Nesta manhã, ele foi levado de ambulância ao hospital, onde não resistiu e morreu no início da tarde. Miranda lutava contra outros tumores que o afastaram por diversas vezes de campeonatos importantes que o alvinegro disputou.

Anteriormente, o dirigente do Vasco conseguiu superar um câncer na bexiga e outro no pulmão. Nos últimos meses, andava de cadeira de rodas. Recentemente, passou a se tratar em casa, com idas frequentes ao médico.

Uma das últimas aparições do ex-dirigente do time. – Foto: Reprodução

A família de Miranda até montou uma espécie de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) com home care e enfermeiras se revezando para cuidar da saúde do dirigente. Algumas visitas eram controladas pela família.

Ainda não há informações quanto ao enterro do atual presidente do Conselho de Beneméritos do Vasco. Ele deixa a esposa Sylvia, os filhos Eurico Brandão, Álvaro Miranda, Mário Ângelo Miranda e Sylvia Miranda, e oito netos.

Carreira

Eurico Miranda foi presidente do Vasco em dois períodos, de 2001 a 2008 e de 2014 a 2017. Na posição mais importante do clube, foi tricampeão carioca, em 2003, 2015 e 2016. Seu auge como dirigente ocorreu quando ocupou a vice-presidência de futebol da gestão de Antônio Soares Calçada, entre 1986 e 2000.

Além disso, por ter sido dirigente do clube se elegeu deputado federal pelo Rio duas vezes consecutivas nas eleições de 1994 e 1998.

*Da redação com informações do Extra e do Globo Esporte

Conteúdo Publicitário