24.9 C
Vitória
quarta-feira, 19 janeiro, 2022

Modelo nasceu em 1948 para o trabalho

Leia Também

Em meados dos anos 80, o modelo ainda usava os mesmos motores de 2,25 litros a diesel e gasolina dos Land Rover Series

Por Tião Oliveira (AE)

O Land Rover Defender é um dos modelos mais importantes para a marca inglesa. Criado em 1948 para ser utilizado em fazendas e indústrias, o primeiro carro da série foi feito até 1985. As versões, batizadas de 90 e 110, eram uma referência à distância entre os eixos do carro, em polegadas (respectivamente 2,29 m e 2,79 m).

A nomenclatura Defender apareceu apenas em 1990. O nome surgiu para evitar confusão com o então recém-lançado Discovery. Foi quando o modelo passou a ser chamado de Defender 90 ou Defender 110.

Embora bem mais modernos que os antigos Land Rover Series, os Defender se mantiveram fiéis às origens utilitárias da marca. Robustos e muito capazes, eram o oposto dos jipões mais luxuosos da montadora, caso dos Range Rover, e até dos Discovery, que ganharam muito luxo e sofisticação com o passar dos anos.

Em meados dos anos 80, o modelo ainda usava os mesmos motores de 2,25 litros a diesel e gasolina dos Land Rover Series. Com apenas 75 cavalos, estavam longe de garantir um desempenho razoável. Um V8 de 3,5 litros a gasolina da Rover ainda estava disponível, mas seus números também não eram muito convincentes

Nos anos 1990, o utilitário ganhou um 2.5 turbodiesel de 110 cv herdado do Discovery. Mais moderno, deu ao modelo o desempenho desejado. O V8 chegou a ter 4 litros e o jipão recebeu câmbio automático em alguns mercados, como parte da estratégia para deixá-lo um pouco menos rústico.

BMW

A filial da Land Rover na África do Sul criou uma combinação bem exótica para o Defender. Entre 1997 e 2001, os 90 e 110 eram oferecidos com um seis-cilindros em linha de 2,8 litros da BMW. Essa associação foi possível porque o grupo alemão foi dono da empresa britânica entre 1994 e 2000.

Em 1998, o utilitário ganhou um 2.5 de cinco cilindros turbodiesel com 125 cv. O Defender chegou a ser montado em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, entre 1998 e 2005.

Ao longo dos anos 2000, o Defender recebeu melhorias para se adequar às regras mais severas de emissões de poluentes na Europa. Em 2007, o 2.5 deu lugar a um novo 2.4 a diesel de quatro cilindros fornecido pela Ford. O grupo norte-americano foi dono da Land Rover entre 2000 e 2008, quando passou o controle para a indiana Tata Motors.

Nos anos 2000 o Defender também ganhou luxos como ar-condicionado e controles eletrônicos de estabilidade e tração, além de freios ABS.

A última atualização da quarta geração ocorreu em 2012. O motor 2.4 foi substituído por um 2.2 a diesel, com os mesmos 125 cv. O último Defender da geração anterior saiu da fábrica de Solihull, na Inglaterra, em 29 de janeiro de 2016.

Continua após publicidade

Mais Motores

Blogs e colunas