26.9 C
Vitória
sábado, 25 setembro, 2021

Após um ano de pandemia, mercado de cerveja artesanal mantém crescimento no ES

A pandemia do novo coronavírus prejudicou diversos setores. Com o avanço da vacinação e a redução do número de casos e mortes da doença, as cervejarias artesanais estão apostando em melhora nas vendas.

Por Munik Vieira

Tomar cerveja artesanal tornou-se rotina para os capixabas, seja em casa, nas diversas cervejarias que surgiram na capital e, na região das montanhas, o mercado cervejeiro segue firme atendendo ao gosto de vários cervejeiros.

“O consumo da cerveja artesanal era muito restrito. Agora está mais disseminado e quem nunca tinha provado, experimentou e gostou. Passou a consumir com frequência e impulsionou o setor”, afirma um dos empresários à frente da Convento Cervejaria, Léo Leal.

Prova disso, é que a cervejaria artesanal que fica localizada em Serra, quadruplicou o número de fermentadores – equipamento que atua no processo de fermentação da cerveja, de cinco para 20 fermentadores em um ano. “Neste momento pós-pandemia as vendas em litros de cerveja aumentaram. Estamos com capacidade instalada de 18 mil litros, mas com outros seis mil para chegar em 30 dias, alcançando 24 mil litros/mês”, afirma Leal.

Léo Leal e Anderson, donos da Cervejaria Convento. Foto: Divulgação

De acordo com o empresário, durante a pandemia o consumo por delivery aumentou absurdamente, e incrementamos os nossos canais de vendas e presença digital, e também fechamos diversas parcerias com outros empresários de outros segmentos para unir forças. “Agora com o retorno das atividades com a ampliação da vacinação, as vendas em espaços físicos voltaram e seguem em crescimento, destaca. “Lançamos uma máquina cervejeira autônoma que estamos disponibilizando para diversos bares, aumentamos nossa presença em supermercados e mercados de bairros, e o chopp da Convento está presente em diversas casas cervejeiras, bares, pubs, foodtrucks e restaurantes”, destaca.

Léo ainda conta que em breve vem mais novidades para os apreciadores da cerveja artesanal. “A dica é não parar. Aprendemos na pandemia a se reinventar e unimos forças e o resultado veio”, finaliza.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade