Qual é o melhor plano de smarthphone para mim?

Nem sempre o plano de smartphone mais barato é sinônimo de economia. Tudo vai depender do seu perfil de consumo (Fotografia - Shutterstock)

É possível ter um plano de celular barato sem ficar na mão no meio do mês

A gente sabe que planejar o orçamento para comportar todos os gastos e ainda investir dinheiro todos os meses não são tarefas muito fáceis. É preciso que os custos e despesas sejam planejados e que não haja desperdícios. Pagar um plano de celular cheio de serviços que você não precisa é exatamente o contrário disso.

É preciso avaliar suas necessidades. De nada adianta você ter um plano de celular barato, se ele não atende suas necessidades específicas. Existem planos, por exemplo, que custam cerca de R$ 40 por mês e oferecem minutos ilimitados para ligações. Mas, se você nunca utiliza esse serviço e apenas navega na internet, acabará gastando dinheiro com excedente de dados, fazendo com que o barato saia caro.

Analise suas necessidades

O primeiro passo para você economizar com os seus gastos no celular é descobrir qual é o tipo de plano que você precisa. José Vignoli, educador financeiro do SPC Brasil, recomenda que a análise do perfil responda os seguintes questionamentos:

  • Quais aplicativos você usa mais?
  • Quantos minutos você fala por mês no telefone?
  • Liga muito pra fixo ou mais pra celular?
  • Tem telefone fixo em casa ou apenas o celular?
  • Assiste muitos vídeos on-line?
  • Ouve músicas online?
  • Usa mais o wi-fi ou o pacote de dados?
  • Faz ligações de vídeo (Whatsapp / Facetime / Skype)?

“Analise também a sua a fatura, pois algumas coisas podem fugir do controle e só o uso determinará exatamente o plano ideal para cada um”, aconselha Vignoli. Saiba também o valor mensal atual que você gasta com o aparelho.

Com essa análise feita, você conseguirá perceber se o seu plano deve focar no pacote de dados (internet) ou em minutos para ligações.

Quer reduzir custos?

Para saber se está gastando muito com o celular, compare os gastos do aparelho com outros gastos básicos do mês, como educação, supermercado e outras contas. “Pode ser que suas contas fechem no vermelho e este descompasso esteja sendo agravado pelo uso do celular. Ao fazer esta comparação será possível identificar que a ordem das prioridades de seu orçamento não estão sendo corretamente analisadas”, orienta Vignoli.

“Verificar a disponibilidade de um plano família também é uma opção para reduzir custos. Muitas vezes, eles são mais baratos e trazem vantagens em relação aos planos individuais”, sugere Marcela Kawauti, economista-chefe do SPC Brasil.

Conheça os planos existentes no mercado

Agora que você já sabe o que precisa ter em seu plano de celular, é hora de conhecer os pacotes de serviços mais baratos das principais operadoras brasileiras para escolher o que melhor se encaixa em suas necessidades.

Vale também analisar qual é o plano das pessoas que você mais fala ao telefone. Ter a mesma operadora delas pode lhe fazer economizar uma boa quantia no fim do mês, já que existem muitos planos com minutos ilimitados de ligações para a mesma operadora.

E lembre-se: compare preços, sempre. “Analise também os planos de fidelidade. Muitas operadoras oferecem descontos e até trocas grátis de aparelho. Só fique atento às penalidades em caso de cancelamento antecipado”, diz Marcela.

*Da redação com informações do site Meu Bolso Feliz


LEIA TAMBÉM

Conteúdo Publicitário