22.7 C
Vitória
terça-feira, 16 abril, 2024

Lavouras de cacau capixabas serão revitalizadas

Lavouras de cacau capixabas serão revitalizadasPrograma lançado pelo Governo do Estado trabalhará nas áreas produtoras de cacau, principalmente no norte do Estado.

Mais incentivos para renovar as lavouras de cacauicultores capixabas e combater pragas e doenças. Com o programa de Revitalização das Áreas Produtoras de Cacau do Espírito Santo, lançado na manhã desta quarta-feira (14), em Linhares, a meta é recuperar dois mil hectares de plantios doentes ao ano e atingir a produção de 14 mil toneladas de amêndoas por ano, em 2015.

- Continua após a publicidade -

O Governo do Espírito Santo desenvolve o programa, também chamado de “Cacau Sustentável”, para elevar a competitividade nos plantios tradicionais e favorecer a implantação de lavouras em sistemas agroflorestais. Os produtores terão acesso a mudas resistentes a vassoura-de-bruxa (doença que ataca a lavoura e compromete a produção), crédito financeiro com condições diferenciadas, assistência técnica direcionada, pagamento por serviços ambientais e outros estímulos.

Com o programa, pretende-se recuperar os níveis de produção e produtividade das lavouras, alcançados antes da incidência da doença, num prazo de 10 anos. O Estado chegou a produzir 12 mil toneladas por ano com índice de 35 arrobas por hectares. Em 2001, os números caíram para 4 mil toneladas por ano, com produtividade de 12 arrobas por hectare.

De acordo com o governador Renato Casagrande, “as atividades diversificadas, no Espírito Santo, sustentam de forma estável o desenvolvimento, bem como outras atividades da economia que geram emprego, renda, ou seja, o dinamismo da Região – que está diretamente ligado, em muitos municípios, à agricultura. Hoje, celebramos esse programa, que já está em execução, porque temos diversas atividades preparatórias, como a compra de mudas, e já são mais de 300 mil em dois anos. Assim, vamos estruturando as nossas cadeias produtivas”, destacou.

O diretor geral da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), Helinton José Rocha, lembrou a importância da participação dos agricultores para que programas como o “Cacau Sustentável” deem certo. “A Ceplac vai trabalhar para fortalecer as parcerias que estão ajudando na recuperação da lavoura cacaueira. Em toda boa agricultura, os produtores precisam participar e é isto que estamos vendo aqui no Estado”, afirmou Rocha.

“Desenvolvemos o programa de revitalização da lavoura cacaueira porque temos confiança na ciência e na transferência de tecnologia para o produtor rural. Para dar condições aos produtores, os bancos equipararam as linhas de crédito, oferecendo carência e juros adequados à realidade do setor. O Governo do Estado já desenvolve várias ações no ramo da cacauicultura, mas agora vamos fazer um programa integrado, com nova roupagem e maior abrangência”, afirmou o secretário Enio Bergoli.

O diretor-presidente do Incaper, Evair Vieira de Melo, destacou a importância da revitalização das áreas produtoras de cacau no Estado e o serviço de assistência técnica. “Temos a certeza que será um grande sucesso essa revitalização, pois a integração entre os parceiros e o Governo do Espírito Santo vai elevar nosso patamar de produção e produtividade gerando renda aos produtores e um genuíno produto capixaba de qualidade para o mercado consumidor nacional e internacional”, afirmou.

“O esforço que estamos fazendo só vai funcionar se o produtor entender que ele é o principal agente de mudança. Procuramos criar esforços para sermos bem sucedidos e superarmos os momentos difíceis que enfrentamos no passado. Alguns dos produtores conseguiram superar as dificuldades, mas muitos ainda enfrentam o problema das doenças na lavoura”, declarou o presidente da Associação dos Cacauicultores de Linhares (Acal).

O evento foi realizado na Estação Experimental ‘Filogônio Peixoto’, que pertence à Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac).

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA